terça-feira, 30 de agosto de 2016

Jurista diz que cumprir ritos não legitima impeachment: 'É golpe' - Portal Vermelho

Jurista diz que cumprir ritos não legitima impeachment: 'É golpe' - Portal Vermelho: O jurista e professor de direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Marcelo Andrade Cattoni de Oliveira, afirmou que a sessão do processo de impeachment, desta segunda-feira (29), com a presença da presidenta Dilma Rousseff demonstrou que “esse julgamento tem muito pouco de jurídico” e que o fato dela comparecer não legitima o processo.

Por Dayane Santos

O GOLPE FOI NORTE AMERICANO E É DE OCUPAÇÃO


Em que pese a minha dificuldade com línguas que não a portuguesa e as limitações do Google Tradutor, venho passeando por blogs europeus, buscando análises independentes, e há uma unanimidade em todo o mundo: este golpe vem sendo trabalhado a pelo menos uma década, pelos serviços de inteligência norte americanos, contando com informantes e colaboradores brasileiros, entre eles José Serra, FHC, Aloysio Nunes, Sergio Moro, Gilmar Mendes e o próprio Michel Temer, nomes confirmados pela Wikileaks, além de jornalistas, principalmente baseados na Rede Globo, a começar por William Wlack, este, mais que informante e colaborador, espião.
Temer não passa de um marionetes, um mamulengo do governo norte americano (o termo marionete, usado em relação a Temer, é corriqueiro, na Europa).
O pacote de maldades previsto inclui muito mais do que pensamos e esperamos, vai se aprofundar até a contratação, pelo governo brasileiro, de funcionários da Goldman Sachs e do Fundo Monetário Internacional – FMI, para gerir a nossa economia, conforme os acordos pré-golpe, documentados.
A Lava Jato, o boicote do parlamento, a parcialidade do judiciário e do Ministério Público, a crise artificialmente plantada, a venalidade da mídia... Não foram fatos isolados e por acaso coincidentes, foi tudo milimetricamente planejado, inclusive as manifestações lideradas por grupos como o Brasil Livre, Vem pra Rua e Revoltados on Line, financiados por mega empresários norte americanos, entre eles os irmãos Charles e David Koch.
Em jogo, a velha doutrina da “América para os americanos”, agora ameaçada pelos Brics, que os norte-americanos têm não como concorrentes, mas como inimigos.
A guerra antiga, convencional, cara, no sentido de onerosa e de querida, para os Estados Unidos e aliados, foi substituída pelo que eles chamam de guerra híbrida, onde os tiros só são dados depois que se esgotaram todas as possibilidades de golpes, via parlamento ou judiciário.
O mecanismo é simples, já deu certo em Honduras e no Paraguai, errado na Síria e o Brasil ainda é uma incógnita.
E como funciona essa guerra? Descartado o envolvimento das Forças Armadas (por isso em nenhum momento os nossos militares se manifestaram), entram o judiciário, investigando a partir de informações dadas pelos serviços de informações dos EE UU (por isso tantas viagens de Moro e de Promotores do Ministério Público aos Estados Unidos: por isso a irritação da Dilma, no episódio da espionagem sobre a Petrobras); o legislativo, obstruindo os trabalhos ou negando a aprovação de matérias necessárias ao bom desempenho do executivo; e a mídia, alardeando uma crise artificial e desconstruindo as imagens de lideranças, a partir de vazamentos das investigações.
Nas redes sociais, milhares de ativistas remunerados (só o PSDB chegou a ter 9 000), agindo em três níveis: no mais baixo, espalhando calúnias em fotos editadas, dirigidas aos analfabetos funcionais, reprodutores automáticos do lido, sem questionamento; no nível médio, desconstruindo a reação, pela desqualificação (em todas as vezes em que afirmei, em postagens, que os americanos estavam por trás do golpe, idiotas remunerados afirmaram que era a teoria da conspiração, uma neurose de esquerdistas); e no nível superior, manipulando dados, estatísticas e conceitos.
Para comover e impressionar, reeditaram velhos fantasmas, como o comunismo, agora travestido de bolivarismo, inflação galopante, desemprego em massa, roubalheira desenfreada...
Repito, nada disso foi por acaso, e podemos perceber ao consultar o documento “Wikileaks Cabos Diplomáticos Relacionados”, onde estão as trocas de mensagens, do então deputado federal Michel Temer, passando informações e recebendo orientação do Conselho Nacional de Segurança Nacional dos Estados Unidos.
Lastimo pela inocência do governo brasileiro, que, ao contrário de Maduro, Morales e outros, não percebeu o que estava acontecendo ou, se percebeu, foi frouxo.
Irrita-me a inocência dos militantes de esquerda, atribuindo a Moro, Gilmar ou Aécio a paternidade do golpe, quando são apenas assalariados vassalos dos norte-americanos.
E frustra-me a esperança de muitos, de que o golpe será revertido. O judiciário está comprometido com o golpe, é parte do golpe, e nada fará.
Imaginando-se que na segunda etapa do processo de impeachment os golpistas não consigam os 54 votos no Senado, ainda assim Dilma não voltará, estão se estruturando para isso, é compromisso internacional.
Reverter, agora, só o povo, tomando consciência que hoje somos um país ocupado, e que temos que expulsar os invasores, representados pelos maus brasileiros que se venderam, e depois fazer justiça, sem dó nem piedade.
Francisco Costa
Macaé, RJ

DE QUE É FEITA ESSA MULHER?


(Autor: Mário Antônio)

De que fibra é feita essa mulher?
Que passa feito uma locomotiva.

E vem "não vai ter Copa". 
E vem "Fora, Dilma". E vêm passeatas. 
E vêm xingamentos. E vêm panelaços. 
E vem Congresso. E vem golpista. 
E vem juiz, deputado, senador.

Todos lá pressionando, ameaçando.
E haja ação na justiça. 
E vem pedido de impeachment etc e tal!

De que fibra é feita essa mulher? 
Que está cada vez mais linda. 
E anda de bicicleta. E viaja. 
E trabalha. 
É tão calma, e tão serena. 
É magra, é altiva e elegante. 
E enfrenta o câncer com sorriso
no rosto!

De que fibra é feita essa mulher? 
Que, sozinha, enfrenta um batalhão
De homens babando ódio. 
E vai passando, qual bola de boliche, Derrubando os pinos em seu caminho. Strike!

De que fibra é feita essa mulher?
Que enfrenta tantos homens! 
E derruba todos um a um.

De que fibra é feita essa mulher? 
Que enfrentou a Ditadura, a tortura,
E os generais. 
E hoje comanda as Forças Armadas!

Ela é feita de fibra de aço? 
É feita de quê? 
Que mistério explica tanta força?
Tanta determinação?

Ela é feita da fibra da fé. 
Da dignidade, da coragem. 
Ela é feita da fibra da mulher.

Ela é Dilma Rousseff!
Coração Valente!

Após fala de Dilma, manifestações contra o golpe multiplicam-se - Portal Vermelho

Após fala de Dilma, manifestações contra o golpe multiplicam-se - Portal Vermelho: Contrários ao processo de impeachment que encontra seu desfecho no Senado nesta semana, a qual a presidenta Dilma Rousseff é submetida, diversos manifestantes saíram às ruas nesta segunda-feira (29) e também sairão nesta terça-feira (30) para mobilizar o povo contra o golpe parlamentar, jurídico e midiático que interrompeu o regime democrático brasileiro.

Por Laís Gouveia

Dilma fez discurso “irretocável” e “corajoso”, diz historiadora - Portal Vermelho

Dilma fez discurso “irretocável” e “corajoso”, diz historiadora - Portal Vermelho: Para a historiadora Dulce Pandolfi, o discurso da presidenta Dilma Rousseff, nesta segunda (29), no Senado, foi “irretocável” e “corajoso” e deverá entrar para a história. Assim como a carta de Getúlio Vargas, marcará um tempo. Segundo ela, o impeachment é contra um projeto que incomodou setores da elite. E, se consolidado, será, sim, um golpe. Vítima da ditadura militar – assim como Dilma –, Dulce avaliou esse momento de ruptura democrática: “Para toda essa geração, é muito duro”.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Dilma: 'Hoje só temo a morte da democracia, pela qual lutamos' - Portal Vermelho

Dilma: 'Hoje só temo a morte da democracia, pela qual lutamos' - Portal Vermelho: A presidenta eleita Dilma Rousseff fala neste momento fazendo a sua defesa no julgamento final no processo de impeachment, nesta segunda-feira (29). A presidenta afirmou que o seu mandato é marcado pela defesa da Constituição. “Sempre acreditei na democracia e no estado de direito. Jamais atentarei contra o que acredito ou praticaria atos contra os interesses daqueles que me elegeram”, afirmou a presidente afastada na parte inicial de sua fala.

Denunciando o golpe, Gregório Duvivier interpreta Michel Temer  - Portal Vermelho

Denunciando o golpe, Gregório Duvivier interpreta Michel Temer  - Portal Vermelho: O ator e escritor Gregório Duvivier, artista engajado na luta contra o golpe de Estado, interpretou na última terça-feira (23) o presidente ilegítimo Michel Temer. A presentação fez parte do evento 'Canto a Democracia', ocorrido no Circo Voador, região central do Rio de Janeiro. Com bom humor e uma dose de sarcasmo, ele escreveu um poema para apresentar ao público. 'Aos poucos aceitaram tudo aquilo que eu propunha, devo tudo nesta vida ao meu amigo Eduardo Cunha', ironizou.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

SACCO E VANZETTI ASSASSINADOS PELO ESTADOS UNIDOS

Aconteceu em
23 de agosto
  
 1927 - Dia do Sacco e Vanzetti 
 
Execução dos ativistas sindicais Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti, condenados sem provas e eletrocutados nos EUA apesar de incontáveis protestos, inclusive no Brasil. Na França, populares atacam a embaixada dos EUA.
Vanzetti (de bigode) e Sacco, durante a farsa judicial

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

100 dias com o golpista Temer: Vaias, protestos e retrocessos - Portal Vermelho

100 dias com o golpista Temer: Vaias, protestos e retrocessos - Portal Vermelho: Ocupando provisoriamente a Presidência da República, Michel Temer (PMDB) completa 100 dias de usurpação marcados por retrocessos, vais e corrupção. A conspiração contra a democracia e o mandato da presidenta eleita Dilma Roussef se confirmou com as gravações de conversas no seu amigo e senador Romero Jucá (PMDB), em que diz que estavam manobrando pela aprovação do impeachment para estancar a ' sangria' da Lava Jato.

A distorção do quadro de medalhas nos Jogos Olímpicos - Portal Vermelho

A distorção do quadro de medalhas nos Jogos Olímpicos - Portal Vermelho: Qualquer aficionado do esporte mostra quase nenhuma surpresa ao saber que apenas 3 atletas de um país obtiveram quase a metade das medalhas conquistadas durante a competição. Afinal de contas, dezenas de países conquistam menos de uma dúzia delas em meio a mais de 70 modalidades esportivas em disputa. A surpresa é que esses 3 atletas amealharam 13 das 30 medalhas de ouro obtidas por seu país.

Por Humberto Alencar*

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Cartilha em quatro idiomas mostra 'caçada judicial' a Lula - Portal Vermelho

Cartilha em quatro idiomas mostra 'caçada judicial' a Lula - Portal Vermelho: O PT lançou uma cartilha de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o título 'A Caçada Judicial ao Ex-presidente Lula'. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, dos 5 mil exemplares, mil são em língua estrangeira –- francês, inglês e espanhol. A publicação deve ser enviada para jornais do exterior.

O Brasil de poucos que domina a multidão atônita

Vivemos tempos de  vitória da mentira e da farsa sobre os direitos do povo brasileiro.

54 milhões de votos foram surrupiados por um Congresso Nacional vendido e corrupto.

Acabarão com a Petrobrás, privatizando-a.

Transformarão o SUS Gratuito e público, num SUS privado,

Acabarão com a CLT e com outras conquistas obtidas pelos trabalhadores em séculos.

A justiça partidarizou-se e impos um juís tucano sobre o povo brasileiro.

Acabarão com a atual aposentadoria, e reduzirão o crescimento nacional ao pó.

Este é o Brasil que não ganhou as eleiçòes e estão tentando passar goela abaixo do povo.

A encruzilhada entre a democracia e a oligarquia de direita

17 de Agosto de 2016 - 1h27



Nenhum direito a menos – esta consigna resume o motivo da manifestação ocorrida nesta terça-feira (16), reunindo unitariamente as centrais sindicais brasileiras.

Esta manifestação ocorreu no mesmo dia em que a presidenta constitucional Dilma Rousseff divulgou a carta intitulada “Mensagem da Presidenta da República Dilma Rousseff ao Senado Federal e ao Povo Brasileiro”.

Ela manifestou sua inequívoca adesão à convocação de um plebiscito pela convocação de novas eleições para a Presidência da República. “Quem deve decidir o futuro do país é o nosso povo”, disse, em defesa da legalidade e da democracia.

O sonho dos golpistas é completar, até o final deste mês, o ataque à democracia iniciado desde a reeleição de Dilma Rousseff. E que tomou forma com a chantagem do então presidente da Câmara dos Deputados, o inefável Eduardo Cunha, em conluio com os demais golpistas e o ilegítimo Michel Temer.

Aquela confraria  – aliada a setores do Ministério Público Federal, do Judiciário e da Polícia Federal – brandiu a bandeira da suposta luta contra a corrupção para tentar legitimar o golpe. Foi a história repetida à exaustão pela mídia patronal a seu serviço.

Mas o objetivo do golpe não é combater a corrupção, ao contrário do que alegam! A tomada do poder visa inicialmente a acobertar corruptos notórios. Mas seu alvo principal é destruir todas as conquistas sociais alcançadas sob a Constituição de 1988 e efetivadas, ou ampliadas, nos governos Lula e Dilma.

O objetivo principal é restaurar a velha ordem política, anterior à Constituição de 1988 e vigente sob a ditadura militar de1964. Com todas as consequências econômicas, sociais e culturais desse retorno, que atinge de forma brutal os ganhos civilizacionais alcançados pelo Brasil e pelos brasileiros.

Esta é a verdadeira razão de ser do golpe apelidado de legal com o uso do disfarce constitucional dado a ele pelos golpistas.

Foi o atalho encontrado pelas forças conservadoras e de direita para chegar à Presidência da República depois de sua quarta derrota sucessiva para as forças progressistas, democráticas e de esquerda, desde 2002.

Os golpes de Estado, como o atual em curso no Brasil, são preparados e conduzidos por poderes de Estado, e por suas corporações públicas, que ampliam crescentemente sua autonomia funcional e administrativa chegando até o centro do poder. E que, tomando de assalto o mais alto cargo da República através do golpe parlamentar, resultou na perspectiva de uma farra fiscal impensável, configurada nos deficits previstos para este ano e para o próximo. Cujo objetivo, não se tenha dúvidas, será pagar a conta do impeachment!

É o preço do projeto de poder da classe dominante capitalista, financeira, as forças conservadoras brasileiras, que se utilizaram avidamente do atalho golpista para impor a volta à velha ordem. Ordem antidemocrática e autoritária, que destrói o pacto de progresso social e de consolidação da ordem econômica de desregulamentação financeira, de liberdade de ação para o capital, impondo políticas de austeridade e cortes de despesas primárias essenciais – o capitalismo contemporâneo, dito neoliberal. Que restaura e aprofunda o círculo vicioso e perverso de juros altos e câmbio valorizado – desastre que levou à desindustrialização e a enormes deficits nas contas externas e deu adeus ao desenvolvimento nacional. O golpe é a saída encontrada pela oligarquia financeira e por representantes do imperialismo.

O Brasil encontra-se outra vez, na encruzilhada histórica que coloca em jogo seu destino como nação soberana e também do povo brasileiro – avançar ou retroceder em nossa trajetória civilizacional.

É por isso que a premissa para restaurar a democracia, o Estado Democrático de Direito, é a volta da presidenta constitucional e legítima Dilma Rousseff.

Encruzilhada perante a qual os senadores estão postos – condenar ou absolver uma presidenta sem crime de responsabilidade. Em síntese, hoje, é o eco mais uníssono: Fora Temer!

terça-feira, 9 de agosto de 2016

MEU SILÊNCIO


Gostaria de saber
onde colocar
tudo o que tenho
em meu coração?

Guardado, anseia sair,
mas não encontra
porto para atracar.

Observa tudo,
envolve-se
silenciosamente
com tudo,
alegra-se
entristece,
atento
busca palavras
aonde não existem
palavras.

Quer sair
ser livre,
mas o empurram
de volta
ao peito.

Humildece
como resposta
de sua altivez
natural
imprópria.

Tece caminhos
pacíficos
e explode
depois de muito
suportar.

Um coração
que ainda bate
como bate
ainda sonha
e quanto!!!

09/08/2016

OLIMPÍADA DA VIDA - 2016


Quero ser um medalhista
nas Olimpiadas da vida!

o primeiro a ouvir,
o último a falar

O que evita discussões,
quando provocado;
e o que discute,
quando tudo é treva

.O que revolve a verdade,
soterrada nos escombros
da realidade diária,
e esconde as próprias dores
para não abafar
a alegria.

O que, serenamente
se alegra,
serenamente,
se entristece.
sem que ambas 
sejam reconhecidas.

Difícil medalha,
que atravessa
a pobreza
a fome
a doença
o abandono
a discriminação.

Medalha da Humanidade!
Medalha da vida!
Não competitiva.
Compartilhada !
Em muitos, 
de um
só peito.

Do grito oprimido
que ecoa sem fim...
e ninguém escuta

Das tentativas
de reproduzir o belo
e acreditar...
e ninguém vê.

Superarei estes limites
pré estabelecidos
da amorosidade morna
crenças privadas
atingindo os marcos
da pureza da alma,
escondida
de todos,,
aquardando
quem mergulhe
em sua profundidade
e ainda assim sobreviva

Medalhista do último lugar
da simplicidade,
do desaparecer
e ser ninguém.

A medalha que não se vê.
que não se ganha
não se comemora.

A medalha da vida
de cada um de nós.

09/08/2016

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

REFLEXÃO SILENCIOSA.


Gostaria de transmitir grandes novidades,
despertar aqueles que possuem 
solonência teórica, 

preguiça prática.
Depois, convenço-me
de que não possuo mais
esta novidade.

Ela já é antiga
e poucos ainda
nela crêem.

Envelheceu,
não morreu.

Aguarda
o momento,
uma distração
do História.

Dizer qual é,
aqui,
agora,
soaria como
uma ofensa
aos que sabem,
e uma inutilidade
aos que não sabem,
porque não a seguirão
.

Afinal,
já circula 
pelo mundo 
há séculos...

Guardo-a
no coração,
exploro-a
no silêncio
da solidão.

Não compreenderiam
se a compartilhasse
muito íntima
particular
embora universal,
indescritível.

De resto,
fico observando
os despertos...são poucos.

A maioria pensa já saber tudo,
e dorme nesta soberba falsa, 
confiantemente.

Fazer o quê?
Outros
se divertem
caçoando
dos políticos
como se fossem
perfeitos,
de acordo
com suas 
preferências.

Alguns
dialogam,
deixam-me
surpreso.

Guardo uma esperança
pela humanidade
apesar de tudo
o que a cerca
e destrói.

Esperança,
à partir das crianças,
nos que conservam
a infância.
não envelhecem.

Lágrimas caem
sem razão específica,
não compreendem
a enormidade
das rotas desalinhadas.

Mas lavam,
acariciam
permitem
rever
caminhos:

Os pobres
que pouco atendo
e muito anseio
servir;
Os ricos
que muito atendo
e pouco anseio
servir

Contraditório e real
Quem sabe
a serenidade
seja o passo
que falta.

Quem sabe o ódio?
Não consigo mais odiar.
machuca-me o ódio

Buscar o amor?
Sim;
nós que nào o conhecemos.

08/09/2016

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Apesar das proibições, protestos contra o golpe acorreram no Rio de Janeiro

Manifestantes se reúnem no Rio para denunciar o golpe, pedir Fora Temer e plebiscito por novas eleições

Protestos marcam início dos Jogos Olímpicos no Rio - Portal Vermelho

Protestos marcam início dos Jogos Olímpicos no Rio - Portal Vermelho: Milhares de pessoas participam desde a manhã desta sexta-feira (5), no Rio de Janeiro, de uma manifestação para denunciar à comunidade internacional o golpe em curso no Brasil com o afastamento da presidenta eleita Dilma Rousseff e contra os retrocessos dos direitos do povo aplicados pelo governo interino de Michel Temer.

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Quem combate carga tributária é quem menos paga imposto - Portal Vermelho

Quem combate carga tributária é quem menos paga imposto - Portal Vermelho: Todo especialista do setor tributário sabe que o Brasil precisa urgentemente de uma reforma em seu sistema de cobrança de impostos e tributos, porque ele é um dos mais injustos do planeta. O sistema tributário brasileiro tem como base o consumo, e não a renda, punindo assim os mais pobres e aliviando os mais ricos.

Romaria faz memória ao padre Ezequiel Ramin

Padre Ezequiel foi morto em 1985 quando voltava de uma missão de paz na Fazenda Catuva
Os 31 anos do servo de Deus padre Ezequiel Ramin foram celebrados nos dias 23 e 24 de julho, em Cacoal (RO) e  Rondolândia (MT). Cerca de 500 romeiros participaram do evento, que teve como auge a 1ª Romaria do Padre Ezequiel. Segundo o missionário comboniano, padre Rafael Vígolo, a iniciativa teve o “ardor do processo de beatificação”. 
Em Cacoal, onde fica a comunidade Padre Ezequiel Ramin, houve missa, no dia 23 de julho, presidida pelo bispo de Ji-Paraná (RO), dom Bruno Pedron. “Foi uma celebração simples, mas muito bonita e participativa no ambiente das pequenas comunidades de base”, disse padre Rafael. O dia também foi marcado por um encontro de jovens sobre avida e o martírio do padre Ezequiel. 
Já a Romaria ocorreu em Rondolândia, no local onde padre Ezequiel foi morto, e contou com a presença de romeiros de Cacoal, Ouro Preto, Ji-Paraná, Porto Velho e Rondolândia. O local onde o Servo de Deus Pe. Ezequiel Ramin foi morto toca profundamente as nossas vidas. É uma terra santa, chão sagrado pelo sangue do martírio, um local que nos chama à conversão e ao compromisso como cristãos em favor de um mundo de justiça e paz”, explica padre Rafael. 

História

Padre Ezequiel, missionário comboniano, nasceu em Pádua, na Itália, em 1953 e chegou ao Brasil em 1983, na diocese de Ji Paraná. Na região, encontrou uma acentuada situação de desigualdade social decorrente da ausência de reforma agrária e uso da violência pelos grandes latifundiários, que grilavam terras para ampliar suas propriedades. O padre colocou-se então ao lado dos indígenas e pequenos trabalhadores rurais na luta pelo direito à terra, ao trabalho e à vida digna.No dia 24 de julho de 1985, Ezequiel foi brutalmente assassinado quando voltava de uma missão de paz na Fazenda Catuva. Na companhia do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cacoal, ele havia ido falar com colonos ameaçados de despejo para que não partissem para o conflito. Enquanto voltava para casa, o carro em que viajava foi almejado de tiros.

Com informações e foto dos Missionários Combinianos