sábado, 31 de março de 2012

A recentíssima linha amarela já está saturada

Basta tentar pegar o trem da linha amarela do metrô nos horários e rush. e olhem que ainda existem várias estções intermediárias, da linha amarela que nem foram inauguradas.

Parece que os tucanos nãoterão tempo de comemorar uma linha que já nasce incapacitada. E o povo, como diria o Chico Anísio, em um de seus personagens, "QUE SE EXPLODA".

Mas como teremos que engulir José Serra na TV dourando a pílula da incompetência, de repente encontram uma justificativa eficaz para este congestionamento.

Olhem que o povão está perdendo a paciência e está partindo pr'o quebra-quebra.

Aliás estes dias o povão destruiu a estão Francisco Morato, e um diretorzinho da CPTM disse que o problema era "político". Provavelmente estava insinuando que alguém dos partidos populares incitou o povo à destruição.

Pois saiba o fulano que, em matéria de revolta é o povo quem dá as lições para todos, e não o contrário.

Duro é aguentar o Chalita com aquela cara de bom mocinho, o Botox do Paulinho, a justiça do Russomano.

O desenvolvimento e as competências não aproveitadas

É de deixar estupefato perceber quantas pessoas com elevado grau de competência, andam ociosas em nosso Brasil.Possuem estudos,capacidade prática demonstrada em muitas ocasiões, pessoas perfeitas para servirem ao país e ao seu povo, enriquecendo-o de conhecimento e de maneiras de atingir novos graus de qualidade de vida e de trabalho.

Mas não, não há estrutura que os descubra, não há busca que os encontre. Estão perdidos nos quartos do esquecimento, nos portais do tempo, como produto já digerido aguardando excreção.

Ao mesmo tempo há um amontoado de ignorantes, que se apresentam com esperteza e ousadia, girando em falso, sem contribuição alguma para o bem público. Apenas o bem particular prevalece; menos no discurso.

Observo a espécie humana nestes anos de vida e surpreendo-me constantemente com o volume de irracionalidade derivado de uma chã racionalidade. A cada conceito mil desfeitos. É como se construíssemos um edifício inclinado, que mais à frente se vê que vai cair.

Mas constroem, e alardeiam com a Sétima Maravilha do Mundo. E acreditam.

Espécie humana tão fácil de acreditar e tão fácil em desacreditar.

Caminhamos em volta, subindo e descendo. Caminhamos reto, indo e voltando.

Existem os bons, são pouco. A maioria é egoísta e pensa somente neles próprios e em seus filhos.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Encontro entre Fidel Castro e o Papa Bento XVI: O que faz um Papa?




Saiu no Zenit
Fidel Castro: Desejei a beatificação de João Paulo II
O encontro com o ex-presidente cubano fechou a visita pastoral do Papa Bento XVI
HAVANA, quarta-feira, 28 de março de 2012 (ZENIT.org) - Incerto até o último momento, em determinados momentos dado por excluído, o encontro entre o Papa Bento XVI e o ex-líder cubano Fidel Castro, por fim, aconteceu. Os dois se encontraram por volta das 12:30, hora de Cuba, na Nunciatura Apostólica da Havana e sua conversa durou por volta de meia hora. O colóquio foi definido pelo porta-voz Vaticano, padre Federico Lombardi, "cordial, animado, alegre e intenso”.
Quase da mesma idade (85 anos do Papa e 86 do ex-líder máximo), ironizaram sobre a idade avançada. O Santo Padre, em particular, disse: "Sou ancião, mas ainda posso fazer o meu dever".
Bento XVI expressou ao seu interlocutor a própria alegria pela recepção calorosa no solo cubano, e à pergunta: "O que faz um Papa?", respondeu: "Está ao serviço da Igreja universal". Fidel disse ter seguido todos os momentos da visita pastoral na televisão.
Castro dirigiu ao Pontífice algumas perguntas sobre mudanças na liturgia da Igreja e lhe expressou a sua própria preocupação sobre os problemas da humanidade. O ex-presidente cubano também afirmou ter desejado de coração as beatificações de Madre Teresa de Calcutá - grande benfeitora de Cuba - e de João Paulo II, que ele conheceu, em 1996 no Vaticano e em 1998 na Havana.
Diante dos discursos de Bento XVI sobre o problema da “essência de Deus” e sobre a relação entre ciência e fé, Castro pediu ao Santo Padre para envir-lhe alguns livros sobre o tema. “Tenho que pensar em quais títulos enviar-lhe”, respondeu o Papa. Durante a conversa estava presente a mulher do ex-líder cubano, Dalia. Na conclusão do encontro Castro apresentou ao Papa dois dos seus filhos.
O encontro entre Bento XVI e Fidel Castro foi a última etapa da visita pastoral do Papa a Cuba, antes do transferimento para o aeroporto "José Martí" da Havana. O retorno a Roma do vôo Alitalia levando a bordo o Santo Padre está previsto para as 10 da manhã, do dia 29 de março, quinta-feira.

terça-feira, 27 de março de 2012

Porque a direita não renovou sua liderança em Sampa ?

Porque os eternos candidatos da direita em São Paulo?

Serra e depois Geraldinho. Depois o Serra novamente; aí o Geraldo em seguida.

E assim o povo de São Paulo vai dando mostra de quanto é conservador. Mas não é o povo por sua própria vontade, mas a presença massificante de uma elite industrial, financeira, empresarial, que mantém o protetorado sobre a consciência da população.
Precisou de décadas para o Lula ir rompendo esta lavagem cerebral e abrir uma brecha no poderoso domínio ideológico que as elites paulistanas exercem sobre a consciência da população.
Não se pode esquecer dos meios de comunicação de massa, Folha, Estadão e Veja, os três mosquiteiros, que cotidianamente jogam reportagens pendendo sempre para o mesmo lado. E  fede.
Mas como tudo que nasce um dia morre, eis que os líderes destes proto homínidas estão retornando aos sítios arqueológicos de onde saíram.
Serra não tem mais o que prometer, nem pode, porque senão gerará uma imensa contrapropaganda.
A idéia era lançar gente jovem, mas cortaram na raíz a ousadia tucana de democratizar a vida partidária.
Já o PT exerceu o centralismo e trocou Marta por Hadad, considerando exatamente este aspecto de renovação, pois parece que a população está cheia dos mesmos.
Têm também o Netinho pelo PC do B, impenetrável na classe média preconceituosa, mas com grande aceitação nas periferias.
Paulinho da Força também se arrisca com ousadia. Celso Russomano, com um discurso malufista de nova roupagem.
Arrisco a dizer que Hadad é o que sairia mais limpo disto tudo, não fosse o seu kit anti homofóbico, que será amplamente cobrado, se ele subir nas pesquisas, assim como o caso de violência do Netinho será eternamente lembrado, ainda que as partes tenham se reconciliado e até a Maria da Penha tenha se posicionado a favor do negão.
É o jogo das eleições.
Serra faz seu canto de cisne, em busca novamente da Presidência da República, gerando desde já problemas com Aécio, que tem problemas de internações suspeitas no currículo.
Vamos analisando e contando.
Arrisco a dizer, que Serra pode, inclusive, não chegar ao segundo turno.

sábado, 24 de março de 2012

Aumenta a intolerância para com os cristãos no velho continente


Retirado do Zenit
Agora é no próprio centro de onde o cristianismo cresceu e se estabeleceu no mundo que aumenta a intolerância aos cristãos. A intolerância avança em todos os países. No Brasil a retirada de símbolos cristãos básicos como o crucifixo dos tribunais do RG do Sul e do Rio de Janeiro são sinais fortes de que há uma rápida secularização ocorrendo por todos os cantos, junto a um fundamentalismo cristão e islâmico. 
 terça-feira, 20 de março de 2012 (ZENIT.org ) – O Observatório da Intolerância e Discriminação contra os Cristãos na Europa (OIDCE, no acrônimo em inglês) é uma organização não governamental com sede em Viena, Áustria, afiliada à Agência Europeia dos Direitos Fundamentais. Seu relatório 2011 indica que os casos de intolerância e discriminação contra os cristãos vêm aumentando no continente.
“[Intolerância e discriminação] são os termos que nós usamos para descrever a negação de direitos iguais e a marginalização social dos cristãos”, explicita a ONG no documento, falando da situação na Europa e no mundo ocidental. O documento evita expressamente a palavra “perseguição”.
As estatísticas disponíveis são claras e mostram a amplitude do problema. Numa pesquisa feita no Reino Unido, 74% dos entrevistados consideram que “há mais discriminação negativa contra os cristãos do que contra pessoas de outros credos”. É um aumento de 8% em comparação com a mesma pesquisa feita em novembro de 2009 (66%).
Ainda mais eloquentes são os dados de um estudo do governo escocês, publicado em novembro passado, de acordo com o qual 95% da “violência religiosamente motivada” tem como alvo os cristãos. O fenômeno, em aumento, golpeia em mais da metade dos casos o catolicismo e a comunidade católica da região (58%).
Na vizinha França, os dados dos serviços de segurança e inteligência, os Renseignements Généraux, apontam na mesma direção. Dos atos de vandalismo no país, 84% são contra os lugares de culto cristãos. O fenômeno em 2010 atingiu 522 lugares, aumento de 34% sobre o ano anterior (389), que já apresentara aumento de 46% sobre 2008 (266).
O novo relatório do OIDCE subdivide os casos em categorias ou formas de discriminação e de intolerância. A primeira categoria abrange os direitos negados com base na fé cristã das pessoas envolvidas e tem as seguintes subcategorias: violação da liberdade de religião (1.1), liberdade de expressão (1.2), liberdade de consciência (1.3) e atos discriminatórios no âmbito da igualdade (1.4).
A categoria número 2 aborda os casos de intolerância, em que cristãos e expressões do cristianismo são marginalizadas, em particular a exclusão da vida social e pública (2.1), a rejeição de símbolos religiosos (2.2) e o insulto, a difamação e os estereótipos negativos (2.3).
Um terceiro e último grupo trata dos “incidentes de ódio”, que abrange, além dos próprios incidentes motivados pelo ódio (3.1), também o vandalismo contra o sacro (3.2) e os crimes contra indivíduos (3.3).
Apesar do panorama preocupante revelado pelo informe, há progressos, como a crescente atenção da mídia. A diretora da ONG, Gudrun Kugler, observa que o primeiro relatório, publicado em dezembro de 2010 cobrindo o período 2005-2010, suscitou uma resposta “imensa”, não só da mídia, mas também de intelectuais, políticos e instituições.
“Começaram a notar”, afirma Kugler, “que a marginalização e a restrição dos direitos e das liberdades dos cristãos na Europa são motivo de preocupação e merecem a nossa atenção”.
Kugler considera positivos dois eventos de 2011: a resolução da assembleia parlamentar da Organização pela Segurança e Cooperação na Europa (OCSE) sobre a luta contra a intolerância e contra a discriminação dos cristãos, assim como a sentença definitiva da Corte Europeia dos Direitos Humanos no caso Lautsi x Itália, sobre a presença do crucifixo nas salas de aula italianas, que foi reconhecida como “não contrária aos direitos fundamentais”.

sexta-feira, 23 de março de 2012

CANSAÇO ESSENCIAL




Hoje estou cansado
E creio que nenhum poema
Será capaz de arrefecer-me
De tantos desgastes.

Parece que os sentimentos
Fugiram, de repente
Do cotidiano de minha vida
E estão emoldurados
No mundo das aparências.

Cansado de mim
De meu espírito fugidio
De minha calma subserviente
Da consciência de que
O trabalho edifica
Mas também vulgariza.

Um cansaço de séculos
De dominação
Sobre as revoltas
Extemporâneas.

Volto os olhos ao papel
Imagino
O que pensarão de mim
E o quanto se frustrarão
Com este desabafo.

Não, não se suicidem
Não adianta
Revoltem-se!

Pelo menos
Sobrarão esperanças.

terça-feira, 20 de março de 2012

Estudante descobre que Facebook não deleta dados dos usuários






Max Schrems, estudante de direito em Viena, iniciou um processo contra o Facebook. Isso mesmo! Após muitas dificuldades, ele conseguiu um CD com toda a informação coletada durante os três anos em que fez parte da rede. Ele descobriu que o Facebook não deleta os dados dos usuários mesmo quando estes solicitam que as informações sejam excluídas.


Quando impresso, o conteúdo do CD formava uma pilha de 1.200 páginas. Todo o material – histórico de chats, cutucadas, pedidos de amizade, posição religiosa, etc. – era classificado em 57 categorias que possibilitam facilmente a mineração de dados, descobrindo qualquer informação que se deseja; seja da vida pessoal, profissional, religiosa ou política. Além desse material, mesmo as mensagens, fotos e outros arquivos que ele havia deletado continuavam armazenados nos servidores do Facebook.

Quando questionado sobre isto, os porta-vozes Facebook afiraram que apenas “removiam da página” e não “deletavam”. Isso significa que, quando uma informação é publicada na rede social, ela jamais é excluída. A ação do Facebook é ilegal, segundo juristas. 

domingo, 18 de março de 2012

Governo cubano abre site sobre viagem do papa

Informações práticas e documentação sobre o evento
MADRI, sexta-feira, 16 de março de 2012 (ZENIT.org) - O Ministério das Relações Exteriores de Cuba criou um site oficial para a visita de Bento XVI ao país, com informações sobre a programação da visita, notícias e artigos sobre o evento, a história da religião em Cuba, um guia do país e respostas a perguntas frequentes, como o propósito da visita do papa, se o papa é considerado um chefe de Estado, se outro papa além de João Paulo II já visitou Cuba e quem é o chefe da Igreja católica cubana.
O site fornece ainda uma área multimídia sobre a visita de João Paulo II à ilha em janeiro de 1998, bem como reportagens fotográficas sobre o Vaticano e a preparação do altar na praça da Revolução de Havana.
Os trâmites de credenciamento e um manual para a imprensa estrangeira também são disponibilizados.
Para acessar: http://benedictocuba.cubaminrex.cu/.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Quem se importa?

Só depois
de se conseguir algo,
só depois.

Enquanto isto, 
perambula ermo 
aguardando alguém 
que abra o sarcófago 
 afague a múmia 
retire os panos  
assopre vida..

Te importas a fome do outro?
Mais que a queda do cabelo,
que o rabo de saia?

A bem da verdade
não se importa
nem a si mesmo

O vento vem e vai
vai e vem
Também assim
 a humanidade
varia na inconstância
 das circunstâncias.

Como extrair valores
quando valem os odores?
Como atingir o amor,
quando se destrói 
a tudo e a todos?

O dia passa estático 
perante a História
fingindo ser
não sendo.

A vida segue distraída
contida
repaginada
resignada.

Quem se importa?

Ah, deixa pr'á lá...
deixa eu voltar 
ao me regaço
e esquecer
que existo.


O relato dilacerante de uma inocente condenada à morte por blasfêmia no Paquistão

Tirei do Zenit

A perseguição contra os cristãos aumenta muito no Oriente médio para o oriente
Asia Bibi: Tirem-me daqui!
por Nieves San Martín
MADRI, quarta-feira, 14 de março de 2012 (ZENIT.org ) – Foi apresentado na Espanha no último dia 6 o livro “Tirem-me daqui”, dramático relato do cativeiro da cristã paquistanesa Asia Bibi, condenada à morte por uma blasfêmia que ela não pronunciou. No lançamento, a jornalista francesa Anne Isabele Tollet, co-autora junto com a própria Bibi, anunciou que a França dará asilo político tanto a Asia como a toda a sua família, caso ela seja libertada do presídio onde espera pela execução.
Anne Isabele Tollet chamou a atenção para o fato de que essa eventual saída do país teria que ser imediata: da prisão direto para o aeroporto e dali para a França. Motivo: a vida de Asia Bibi corre menos perigo dentro da cadeia do que fora dela, onde muitos fanáticos estão dispostos a executá-la, como já executaram um governador e um ministro que se pronunciaram em sua defesa.
Na apresentação do livro, publicado pela editora Libroslibres em colaboração com a fundação Ajuda à Igreja que Sofre, a jornalista explicou como foi o processo que tornou a obra possível. Ela acompanhava Ashiq, o marido de Asia, em sua visita semanal ao presídio. Ashiq repetia para Asia as perguntas da escritora e lhe trazia as respostas. Tollet anotava imediatamente o relato, já que nem Ashiq nem Asia poderiam fazê-lo. Eles não sabem escrever.
O relato da vida de Asia Bibi é o de uma mulher do campo, simples, analfabeta, que nunca teria imaginado o pesadelo que está enfrentando.
Acusada injustamente de blasfêmia contra o profeta Maomé por algumas mulheres muçulmanas, ela foi condenada à morte e se consome à espera da execução, por enforcamento.
A jornalista usa as palavras de Asia Bibi para relatar os fatos que a levaram à condenação e descreve o ódio que ela suscita em fanáticos islâmicos, que, mediante uma sentença claramente política, a transformaram na bandeira da lei anti-blasfêmia. O livro também conta como ela passa os dias na cadeia esperando um possível indulto presidencial que nunca chega.
Muitas personalidades se pronunciaram em favor de Asia, incluindo a secretária de estado norte-americana Hillary Clinton e o papa Bento XVI. Além disso, duas pessoas já pagaram com a vida por terem-na defendido: o governador Salman Taseer e o ministro para as minorias Shabaz Batti, assassinados por fanáticos.
O livro relata a grande surpresa de Asia quando soube que o papa tinha falado em sua defesa. Disseram-lhe: "O papa Bento XVI falou de você na praça de São Pedro, em Roma".
Bento XVI afirmou: "Penso em Asia Bibi e na sua família e peço que a sua liberdade seja devolvida o quanto antes". O papa pediu ainda pelo conjunto dos cristãos do Paquistão, frequentemente vítimas da violência e da discriminação.
"De volta à minha cela, não consigo voltar a mim. O papa em pessoa pensa em mim e reza por mim! Eu me pergunto se mereço tanta honra e atenção. Por que eu? Não passo de uma pobre agricultora, e no mundo existem outras pessoas que sofrem como eu e que precisam mais ainda. Pela primeira vez, durmo na minha cela com o coração sossegado", relata a autora.
Mas Bibi teve na prisão outras notícias, nada agradáveis. Um dia, o carcereiro muçulmano lhe disse: "O seu anjo da guarda acaba de ser assassinado por culpa sua. O seu amado governador Salman Taseer, esse traidor dos muçulmanos, já foi banhado em sangue. Levou vinte e cinco tiros em Islamabad porque defendeu você".
"Meu coração treme e se encolhe, e os meus olhos se enchem de lágrimas. Imploro a Deus. Por quê?", reage Asia Bibi.
A prisioneira se questiona ainda sobre a impossível situação dos cristãos no Paquistão: "O que eles podem e devem responder se um muçulmano lhes pergunta se eles acreditam em Alá e em Maomé, seu profeta? Eu fui educada na fé de Cristo, da Virgem Maria e da Santíssima Trindade. Eu respeito o islã e a fé dos muçulmanos, mas o que posso responder diante dessa pergunta? Se eu digo que não acredito em Alá, mas em Deus e em Cristo, sou considerada blasfema. Se digo que acredito, sou considerada traidora, como São Pedro, que negou Jesus três vezes. Coisas como estas eu nunca me perguntei antes...".
"Eu lamento tanto ter sido transformada no emblema da lei da blasfêmia! As manifestações são contra mim, mas o que eles querem, na verdade, é manter esta lei que se tornou intocável, parece, desde a morte do governador".
Outra notícia terrível ainda encheria Asia Bibi de amargura: "Shahbaz Bhatti foi morto. Foi assassinado há três dias". "Nesse momento", relata Asia, "eu sinto um aperto muito forte no coração. Fico petrificada, as pernas me abandonam, me escondo no travesseiro, a respiração me treme. Vejo as paredes da minha prisão racharem e se derrubarem sobre mim.Tenho a impressão de viver um pesadelo acordada, há tempo demais, e o último resquício de esperança que fazia o meu coração bater acaba de se apagar com a morte de Shahbaz Bhatti. O ministro sabia que estava sendo ameaçado, os jornais diziam que ele se arriscava a morrer, como o governador (...) Estou fulminada, destruída pela injustiça da morte do ministro (...) Ele morreu mártir".
A coragem e a resistência desta aparentemente frágil mulher é assombrosa. Ela poderia ter evitado tudo isto se, quando pressionada, tivesse se convertido ao islã para evitar a condenação.
"Enquanto eu tiver reflexo para respirar, vou continuar lutando para que Salman Taseer e Shahbaz Bhatti não tenham dado a vida à toa. Quero que o governo saiba que, mesmo se me trancar numa tumba, eu continuarei fazendo a minha voz ser ouvida enquanto o meu coração bater".
No final do seu relato dilacerante, Asia Bibi faz um apelo aos leitores: "Vocês leram a minha história (...) Agora que vocês me conhecem, contem o que me aconteceu para todos à sua volta. Divulguem. Acredito que é a única oportunidade que eu tenho de não morrer no fundo desta masmorra. Preciso de vocês! Salvem-me!".

O Homem que Plantava Árvores



Que esperança tenho no mundo?

terça-feira, 13 de março de 2012

Cresce o número de católicos na Ásia

Retirei do Zenit

Anuário Pontifício 2012: católicos crescem na Ásia

No total, 17,5% da população do planeta é católica
Segunda-feira, 12 de março de 2012 (ZENIT.org) - O número de católicos batizados continua crescendo globalmente, embora com significativas diferenças entre Europa-América e Ásia-África.
As estatísticas constam no Anuário Pontifício 2012, apresentado ao papa Bento XVI na manhã deste sábado (10) pelo cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado, e por dom Angelo Becciu, substituto na Secretaria de Estado para os Assuntos Gerais.
O novo anuário esteve a cargo de dom Vittorio Formenti, do Departamento Central de Estatísticas da Igreja, em conjunto com o prof. Enrico Nenna e outros colaboradores. Foi apresentado também o Annuarium Statisticum Ecclesiae, editado pelo mesmo departamento.
O complexo trabalho de impressão de ambos os volumes foi liderado por Sergio Pellini, SDB, Antonio Maggiotto, SDB, e Giuseppe Canesso, SDB, respectivamente Diretor Geral, Diretor Comercial e Diretor Técnico da Tipografia Vaticana. O livro estará disponível em breve nas livrarias.
De acordo com a assessoria de imprensa do Vaticano, o papa agradeceu pela cortesia, mostrou grande interesse pelos dados apresentados e pediu que a sua sincera gratidão fosse manifestada a todos que colaboraram na nova edição.
O livro revela que em 2011 foram erigidas pelo Santo Padre 8 novas sedes episcopais, 1 ordinariato pessoal e 1 ordinariato militar; foram elevadas 1 arquidiocese e 8 dioceses a sedes metropolitanas, bem como 1 prelazia, 1 vicariato apostólico e 1 prefeitura apostólica a dioceses, além de 1 missão sui iuris a prefeitura apostólica.

Os dados estatísticos se referem a 2010 e fornecem uma análise sintética das principais dinâmicas da Igreja católica nas 2.966 circunscrições eclesiásticas do planeta.
Os católicos em 2010 somavam 1,196 bilhão, em comparação com cerca de 1,181 bilhão em 2009, com um aumento absoluto de 15 milhões de fiéis. Ao longo dos últimos dois anos, a presença dos católicos batizados em todo o mundo permanece estável em cerca de 17,5% da população global.
A participação territorial dos católicos sofreu variações não desprezíveis entre 2009 e 2010: perderam importância na América do Sul (de 28,54% para 28,34%) e especialmente na Europa (de 24,05% para 23,83%). Porém, ganharam posição na África (de 15,15% para 15,55%) e no Sudeste da Ásia (de 10,41% para 10,87%).

De 2009 a 2010, o número de bispos no mundo aumentou de 5.065 para 5.104, com aumento relativo de 0,77%. O aumento aconteceu na África (16 novos bispos), América (15) e Ásia (12), enquanto uma ligeira diminuição ocorreu na Europa (de 1.607 para 1.606) e na Oceania (de 132 para 129).
A tendência de crescimento no número de sacerdotes, que começou em 2000, continuou em 2010, ano em que foram contados 412.236 padres, dos quais 277.009 diocesanos e 135.227 do clero regular; em 2009 eram 410.593, sendo 275.542 diocesanos e 135.051 religiosos.

No todo, o clero aumentou entre 2009 e 2010 em 1.643 padres. Os aumentos foram registrados na Ásia (1.695), África (761), Oceania (52) e América (40), enquanto a queda afetou a Europa (905 sacerdotes a menos).
O número de diáconos permanentes, tanto diocesanos quanto religiosos, continua com tendência de crescimento elevado. Em 2010, aumentou 3,7% em relação a 2009, passando de 38.155 para 39.564. Os diáconos permanentes estão presentes principalmente na América do Norte e na Europa (64,3% e 33,2%, respectivamente).

A tendência de declínio que afeta há alguns anos os religiosos professos que não são sacerdotes parece ter encontrado um freio em 2010. Eram 54.229 em 2009 e passaram a 54.665 em 2010. Diminuíram nas Américas do Sul (-3,5%) e do Norte (-0,9%), ficaram estáveis na Europa e aumentaram na Ásia (+4,1%) e na África (+3,1%).
As religiosas professas também passam por uma profunda transformação, caracterizada por uma dinâmica fortemente decrescente. Globalmente, elas diminuíram de 729.371 em 2009 para 721.935 em 2010. A queda se concentrou em três continentes (Europa, América e Oceania), com significativas variações negativas (-2,9% na Europa, -2,6% na Oceania e -1,6% na América). Já na África e na Ásia o aumento foi considerável, em torno de 2% para ambos os continentes.
O número de estudantes de filosofia e teologia nos seminários diocesanos e religiosos tem aumentado continuamente nos últimos cinco anos. Ao todo, aumentou 4%, de 114.439 em 2005 para 118.990 em 2010. O número de seminaristas maiores diminui na Europa (-10,4%) e na América (-1,1%) e cresce na África (+14,2%), na Ásia (+13%) e na Oceania (+12,3%).

sábado, 10 de março de 2012

Importante a mãe do filho de Neymar ser reconhecida


Retirei do Uol. 
Um menino de formação "evangélica" mantém relações com uma
menina e têm ambos um filho. 
Só que ao nascer, o jogador não reconhece a mãe em público, muito
 ao contrário, a esconde sob diversas alegações. 
Porque os movimentos feministas, aproveitando esta semana da
mulher, não vêm a público também denunciar esta exploração da
mulher pelo capital. 
É o dinheiro dominando e determinando o tipo de relação social
que um casal deve ter. 
Neymar tem um filho, mas pode ir a um iate e sair com outras garotas. 
Provavelmente ele será como o Ronaldo Fenômeno, que teve vários
 filhos em diversos lugares de concentração. 
Com 20 anos já tem o primeiro. 
A mãe aparece agora na imprensa, depois do bebê entrar no colo do
pai várias vezes nos jogos. 
Grande hipocrisia com o silêncio da imprensa, principalmente a esportiva,
 que acha que "o que o jogador fizer fora de campo é problema dele,
desde que não interfira em seu desempenho dentro de campo". 
Ser o melhor jogador do país,sendo um pai sem esposa, de um
filho sem mãe. 
Belo exemplo para o país. 
Na época de Pelé, o negão tinha muito mais valor, e dava bom
exemplo para a sociedade. 
Neymar reproduz aquilo que acontece demais na sociedade brasileira:
o jovem mantém relações com uma moça muito jovem, engravida-a,
e depois a deixa. 
Mas o dindin vai calando a todos, inclusive a ela. Um acordo verbal
de R$30.000,00 por mês, de pensão vai "resolvendo" tudo.
Que "cristianismo"! "Evangélico"!
Mãe de Davi Lucca, filho de Neymar, tem tatuagem com iniciais do bebê
10/03/2012 - 06h00

Mãe do filho de Neymar crê em 

amor paternal e investimentos 

para segurar craque no Brasil

Samir Carvalho
Do UOL, em Santos (SP)

A família de Carolina Dantas, mãe de Davi Lucca, filho de Neymar,
está confiante que o craque santista ficará no Brasil pelo menos até
julho de 2014, quando encerra o vínculo do atleta com o Santos.

MÃE DO FILHO DE NEYMAR FAZ ACORDO POR R$ 30 MIL E GANHA APARTAMENTO

  • Reprodução/Twitter
    O atacante Neymar mantém ótimo relacionamento com Carolina Dantas, mãe de seu filho, Davi Lucca. Recentemente o jogador deu uma cobertura em Santos para a jovem de 18 anos morar com o filho. Além disso, o estafe de Neymar fechou um acordo verbal para pagar a pensão de Davi Lucca. As duas partes combinaram não assinar documento, mas Neymar se propõe a pagar R$ 30 mil de pensão.




























A dedicação pelo filho e os acordos publicitários no país podem segurá-lo
 até o final de seu contrato com o clube. Neymar possui nove patrocinadores
 - Nike, Panasonic, Tenys Pé Baruel, Ambev, Lupo, Red Bull, Banco Santander,
 Unilever e Claro – e ainda está fechando com uma montadora de veículos.
Com esses rendimentos, calcula-se que o ganho mensal do santista pode
chegar a aproximadamente R$ 3 milhões. O valor foi o suficiente para Neymar
 recusar propostas de Barcelona e Real Madrid, da Espanha. Além disso,
o montante permite o jogador a fazer investimentos no país.
Além da cobertura no bairro da Vila Belmiro, que o jogador cedeu para a
mãe de Davi Lucca, o atacante santista comprou um triplex na temporada passada.
O apartamento tem cerca de mil metros quadrados e fica próximo ao bairro
Ponta da Praia, em Santos. Além de investir em outros imóveis, Neymar
 ainda tem um Porsche Carrera.
Outro motivo que dá esperanças à família de Carolina Dantas em ver o pai
de Davi Lucca próximo do filho são os discursos do jogador em relação a
permanecer no Santos. Na última sexta-feira, em entrevista coletiva, Neymar
voltou a declarar que está feliz no clube.
“Não tenho pensado não. Estou feliz aqui, sempre falei que a felicidade é o
meu lema. Estou feliz aqui no Santos e as coisas andam dando certo; as
coisas boas vão acontecendo”, afirmou Neymar.
UOL Esporte revelou com exclusividade na última sexta-feira, que o estaffe
 de Neymar fez um acordo verbal com a família de Carolina Dantas. As duas
 partes combinaram não assinar nenhum documento, mas Neymar se propõe
 a pagar R$ 30 mil de pensão.

Cristãos sírios: pelas reformas e contra a ingerência


Retirado do Zenit
Mor Gregorios de Aleppo visita a Alemanha e avisa que a guerra civil pode ser longa
HAMBURGO, sexta-feira, 9 de março de 2012 (ZENIT.org ).- O metropolita sírio ortodoxo de Aleppo, Mor Gregorios Yohanna Ibrahim, disse durante um debate em Hamburgo, Alemanha, que os cristãos e as outras minorias são toleradas pelo governo Assad.
“Nós não somos perseguidos. Duvido que alguém possa me dar um exemplo de um país com mais tolerância do que a Síria”, afirmou.
O debate aconteceu na Academia Católica de Hamburgo. Os líderes eclesiais sírios reiteraram que os cristãos do país, em comum acordo, apoiaram todas as manifestações pacíficas e os protestos que pediam “reformas em todos os níveis”. Mas protestaram contra qualquer intervenção. “Não precisamos de nenhuma ingerência de ninguém”. O metropolita advertiu sobre uma guerra civil prolongada: “É possível que a Síria seja o segundo Líbano depois de 1975”.
Os participantes no debate foram repetidamente interrompidos por gritos e vaias do auditório de mais de duzentas pessoas. Também na mesa houve ondas de exaltação. Os dois convidados sírios mostraram profundo desacordo ao avaliarem a situação do país.
Bassam Ishak, porta-voz do Conselho Nacional Sírio, discordou do metropolita e destacou que os cristãos na Síria estão sujeitos, sim, a uma cruel perseguição. Eles estariam sendo isolados economicamente e impedidos de ter acesso à terra e ao trabalho, por exemplo.
A comissão de Direitos Humanos das Sociedades Missionárias Pontifícias daAlemanha, Otmar Oehring, ressaltou que os sírios temem um vazio de poder que poderia dar vantagens a forças como os Irmãos Muçulmanos. O Iraque teve guerrilheiros do Afeganistão no país que provocaram o caos. “Mas é inaceitável que muita gente de Igreja, inclusive do setor católico, louve o regime de Assad”, afirmou Oehring.
O metropolita de Aleppo fez recentemente um apelo às facções adversárias, publicado na revista Christian Orient Information, pedindo para renunciarem à violência e optarem por “um diálogo em clima de unidade nacional”. Ele alertou contra as tendências de divisão, contra a guerra civil e contra a intervenção estrangeira.



Como é bom ser brasileiro

Ah...como é bom ser brasileiro.

Acordar nestes sábados de março com o sol já queimando desde cedo.

Vendo as pessoas nas ruas em paz indo às compras e ao mesmo tempo passeando.

Como é possível vivermos em paz.

Agradeço a Deus a oportunidade de ter nascido brasileiro, fazer parte deste povo de índole pacífica, povo solidário.

Poder viver para o amor junto à minha esposa, meus filhos, e amigos em volta.

Este Brasil é grande no coração, mais do que em seu território.

País sem rancor, sem separação.

Muito ainda há de se caminhar, mas o caminho feito, este deve ser exportado ao mundo de guerra e ganância, ensinando-o a ser tolerante com as diferenças, a conviver com elas.

O Brasil sem revolução já fez tal distribuição de suas riquezas, de deixar muito país socialista com inveja.

Meu Brasil lindo, multicultural e ao mesmo tempo unitário.

Brasil da fé e da esperança.

Brasil de Jesus Cristo e de Maria, nossa mãe adotiva.

Vou amar-te, meu Brasil, em meu coração, e vivo cada instante alegremente, por estar aqui nesta terra maravilhosa.

Cresca sempre, meu país, com seu povo.

Abram-se sempre oportunidades aos pequenos e esquecidos, para que esta felicidade seja completa.

quinta-feira, 8 de março de 2012

HISTORIA 8 DE MARÇO - Viva a mulher brasileira!

Tudo por ti, Ó Mulher!

Ah mulher!
como me faz falta
sua presença,
como se me faltasse
a costela do meio
parto primal.

O equilíbrio está em ti,
porto dos sofrimentos.

Em ti,o eco da palavra
encontra repouso
transforma-se em atitude.

Sou como um cachorrinho
que segue o teu perfume
por onde passas,
néctar das abelhas.

Sou como o espião
que te espreita 
em todas as mulheres,
como se fosses única.

Derreto-me
em teus soslaios
 entre passos,
suspensão do corpo
onde deslisas
em meu deslise.

Vou buscar-te onde enterraram os valores.
Sombrear-me nos licores jamais produzidos.

Vou redescobrir 
o cheiro
o tato
a voz.

E gritar
que és tu
musa encantada
quem vivifica
este nada.

8 de março de 2012






quarta-feira, 7 de março de 2012

Pobreza cai e desigualdade alcança menor nível desde 1960

Enquanto o mundo acumula, acumula, acumula, o nosso querido Brasil vai fazendo a sua lição de casa e eliminando a pobreza, conforme foi prometido por Dilma durante a campanha eleitoral. Fica a pergunta: os tucanos fariam isto? Não acredito. Então existe uma diferença fundamental entre os governos Lula e Dilma, e o de FHC, que é o combate à pobreza. Vejam artigo retirado da Agência Brasil.




7 de Março de 2012 - 15h38

Apesar da crise econômica mundial, que vem se acentuando e aumentando as desigualdades em vários países, no Brasil a pobreza caiu 7,9% entre janeiro de 2011 e janeiro de 2012 e as desigualdades continuam a diminuir, atingindo o menor nível desde 1960. A constatação faz parte da pesquisa De Volta ao País do Futuro, que analisou a nova classe média e foi divulgada hoje (7) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). 


O coordenador da pesquisa, Marcelo Neri, lembrou que a queda ocorre em ritmo três vezes maior que o sugerido pelas metas do Milênio das Nações Unidas (ONU). “O Brasil está um pouco na contramão de sua história pregressa e da de outros países emergentes e desenvolvidos. Aqui a desigualdade vem caindo nos últimos 11 anos consecutivos e está caindo com mais rapidez do que antes e hoje estamos no nosso menor nível de desigualdade da série histórica que começa em 1960”, destacou.

O estudo mostra que, de janeiro de 2011 a janeiro de 2012, o índice de Gini, que mede a desigualdade numa escala de 0 a 1, caiu 2,1%, passando de 0,53 para 0,51 e que o crescimento da renda familiar per capita média foi 2,7% nos 12 meses estudados.

Neri defendeu que os resultados positivos devem-se às políticas públicas de redução da pobreza e ao fato de os brasileiros terem menos filhos e não deixarem de matriculá-los na na escola. “Educação é o fator mais importante para esse resultado, conforme nossos estudos, e a melhora na educação pode significar uma queda maior ainda.”

Apesar da melhoria, o economista lembrou que o Brasil permanece entre os 12 países mais desiguais do mundo. Embora seja a região mais pobre e desigual do país, a renda do Nordeste é a que cresce mais devido a investimento de novas empresas, políticas públicas e empreendimentos estatais entre outros motivos.

Uma parte da pesquisa se arrisca a fazer um cenário prospectivos e prevê que se a desigualdade continuar nesse ritmo de queda, a proporção da chamada classe C, que hoje representa 55,5% da população, deve chegar a 60,1% em 2014. A classe C, de acordo com a definição utilizada pelo estudo, é composta por famílias com renda familiar entre R$ 1.734 e R$ 7.475.

Baseado nessa metodologia, a pesquisa aponta que entre 2003 e 2011, cerca de 40 milhões de pessoas saíram da classe D para a classe C, que conta hoje com mais de 105,4 milhões de brasileiros. Cerca de 22,5 milhões pertencem à classe AB (com salários maiores que R$ 7.475) e cerca de 63,5 milhões estão na classe D e E (com renda inferior a R$ 1.085).

Com Agência Brasil

A União Européia divulga racismo até quando quer promover a unidade dos povos

Prefeitura de SP mostra lado fascista contra os caminhoneiros

Caminhão é escoltado por PMs na noite desta terça (Foto: Paulo Toledo Piza/G1)


Acusando os caminhoneiros de chantagistas foi o golpe mais baixo realizado pelo Prefeito Kassab, revelando o seu lado fascista que ele faz questão de esconder.
Mas não demora muito e uma tara incontida sai de seu interior empodrecido pela raiva contra qualquer um que se oponha às suas medidas.
Esta medida, por sinal, de proibir os caminhoneiros de circular  pelas marginais junto com os carros, mostra uma total inversão de valores.
Afinal o que é mais importante, carro ou caminhões?
É óbvio que são os caminhões, pois estes estão transportando mercadorias que iremos consumir daqui a pouco.
Ademais, esta de proibir os caminhões está diretamente ligada ao Rodoanel e ao interesse de obrigar todos os caminhoneiros a pagar os pedágios dele.
Sim o que o Prefeito e o Governador Alckmin desejam é que os caminhoneiros PAGUEM O PEDÁGIO DO RODOANEL.
Entenderam agora!
Mas o fascismo já está incrustado também no judiciário, onde a greve recebeu uma punição de R$ 1.000.000,00 por dia de greve, soando como um ultimato para asfixiar o sindicato dos caminhoneiros em suas reivindicações.
Pelo direito de ir e vir dos caminhoneiros!
Pelo direito de trabalho dos caminhoneiros!
Prioridade para caminhões e ônibus, antes dos carros!

sábado, 3 de março de 2012

Netinho, esquecimento intencional da mídia


Datafolha prefeitura de são paulo


(articleGraphicCaption).

Como sempre a Folha busca a polarização e na
matéria publicada hoje sequer cita o Netinho
que está na terceira posição. Quando, porém
é obrigada a mostrar a pesquisa, aí a verdade
vem à tona. Observem e analisem.

sexta-feira, 2 de março de 2012

A vida dos derrotados e a morte dos vitoriosos

Neste mundo quem não atinge a vitória é um fracassado.

É um endemoniado poderão dizer alguns evangélicos, e até católicos, pois "as benção não acontecem com eles".

O cidadão fracassado não escapa das opiniões gerais, muito menos das religiosas, daquelas que deviam servir-lhe de suporte.

Acaba, ao final, ficando às moscas, porque de fato, ninguém deseja fazer companhia a um fracassado.

Afinal, o que se ganhará estando com ele?

Nada!

Mundo cheio de pessoas auto-suficientes, donos de si mesmos, plenos de vaidade.

Não declaram a vaidade que possuem, é óbvio, pois já está estampada em suas faces.

 Exaltá-la é desnecessário, vaidade das vaidades, pois seria redundante.

O fracassado está em todas as classes, independe de condição econômico-social, embora se encontre muitos entre os pobres.

Existe, no entanto, algumas virtudes no fracasso.

O fracassado é mais humano.

O fracassado sabe escutar.

O fracassado é humilde.

O fracassado é solidário.

O fracassado tem diante de si apenas aqueles que verdadeiramente lhe tem apreço, isto é, os que não perguntam porque ele caiu, e o aceitam como é.

Estas pessoas são os seus iguais, os drogados, os abandonados, os desempregados,  perseguidos e sem família, enfim, os que não merecem a consideração da sociedade.

Porque os que tem casas, os que tem família, empregos, comida e roupas, estes estão fechados em suas vitórias, e são incapazes de aceitar um derrotado, os derrotados. Estes perderam a humanidade, só falam de si mesmos, estão repletos de soberba, solitários e egoístas.

Suas companhias são convenientes e adequadas, a eles e a elas mesmas. Falsidade geral.

Por isso têm dificuldade em ser alegres e felizes. A alegria e a felicidade circunscrevem-se em seus bens materiais, e não em valores humanos. Suprem-se de um tudo, que leva a um nada.

Detenho-me diante destes monumentos que nunca falham, nunca cometem deslizes. São puros e superiores.

Às vezes penso que esta soberba têm um fundamento nazista, maior que uma soberba classista. Estarei errado?

Neste mundo não há lugar para quem não tem vitórias.

Por isso Jesus Cristo não é deste mundo.

Em sua extrema humildade disse que conseguiríamos fazer o que Ele fez, e ainda mais.

Qual é o preço da humildade?

Vivermos a dificuldade conscientemente, percebendo como ela nos transforma de nossos grandes vícios?

Sentirmos a grande contradição da vida, onde o cair nos torna capazes de ter a percepção do mundo sem disfarces?

Quão distantes, e quão próximos estamos da verdade, pois não atingimos a humildade, nem nos desapegamos de nossas vaidades..




quinta-feira, 1 de março de 2012

Descoberto evangelho apócrifo do Egito na Inglaterra

Pelo professor da Universidade de Navarra Juan Chapa
PAMPLONA, quarta-feira 29 de fevereiro de 2012 (ZENIT.org). - O decano da Faculdade de Teologia da Universidade de Navarra e professor de Novo Testamento da mesma universidade, Juan Chapa, encontrou na Inglaterra um novo evangelho apócrifo, texto que pelo seu conteúdo ou forma assemelha-se aos quatro evangelhos incluídos no Novo Testamento: Mateus, Marcos, Lucas e João.
O fragmento pertence à coleção de papiros de Oxirrinco, Egito, preservado e publicado na Universidade de Oxford, sob o patrocínio da Egypt Exploration Society de Londres e British Academy.
O texto, recém-descoberto e publicado, mede sete centímetros de comprimento por sete de largura e é escrito de ambos os lados com restos de vinte e duas linhas. De um lado, o documento inclui algumas palavras de Jesus dirigidas a seus discípulos que, como explicou Chapa, são "uma chamada para o seguimento radical, com uma alusão à Jerusalém e ao Reino".  No outro lado, narra-se parte de um "exorcismo" realizado por Jesus que, como indica Chapa, não encontra paralelo exato nos quatro evangelhos canônicos e que, mais do que um novo exorcismo, parece uma síntese dos já conhecidos pelo outros evangelhos e "testemunha a importância que teve entre os primeiros cristãos esta atividade de Jesus".De acordo com este especialista em papiros, que colabora há anos com o projeto de edição de papiros da coleção britânica, ainda é incerto a dimensão dessa descoberta, mas assegurou que "fornecerá novas luzes para entender melhor o cristianismo dos primeiros dois séculos e o que liam e pensavam os primeiros cristãos do Egito, e também sobre a formação dos Evangelhos". “Destaca especialmente pela sua antiguidade – diz Chapa -, porque foi escrito por volta do ano 200. São poucos os manuscritos preservados dessa época, e ainda menos, testemunhas dos evangelhos apócrifos".
Nesse sentido, observou que, dos dois primeiros séculos, temos "um pouco mais de uma dezena de manuscritos" dos quatro evangelhos canônicos e apenas quatro de evangelhos apócrifos: do Evangelho de Tomé, do chamado Egerton Gospel - um Evangelho desconhecido que só se conhece por este manuscrito – e de outros dois que alguns atribuem ao Evangelho de Pedro.
Os quatro evangelhos incluídos no Novo Testamento são aqueles que a Igreja transmitiu como testemunho autêntico procedente da época apostólica e os outros livros do mesmo gênero perderam por não acrescentar nada novo ao que já continha naqueles quatro, ou porque foram elaborados a partir deles, a fim de difundir alguma doutrina particular, às vezes até em desacordo com a encontrada nos evangelhos canônicos.

Retirado do Zenit

Mosteiro de Moussa na Síria sofreu um ataque armado

Retirei do IG. A comunidade cristã da Síria está espremida entre o movimento de oposição e as forças do governo, mantendo uma atitude pacífica, como se vê no artigo.

De acordo com um comunicado divulgado pela comunidade do mosteiro de Mar Moussa el-Habachi, na quarta-feira 22 de fevereiro, por volta das 18 horas, realizou-se os seguintes fatos:
"Cerca de 30 homens armados, que, com exceção do comandante, estavam mascarados, invadiram o celeiro do mosteiro, onde havia alguns funcionários. Saquearam as instalações em busca de armas e dinheiro, perguntando onde estava o padre responsável. Um dos funcionários foi obrigado a levar algumas pessoas armadas para a outra parte do mosteiro. Ali, quatro freiras foram fechadas em uma sala sob vigilância, quando se preparavam para ir para a oração. Em seguida, alguns dos agressores entraram na igreja. A comunidade monástica, reunida para a meditação lembrou-lhes que este espaço estava consagrado à oração e merecia respeito. Os homens armados obrigaram os presentes, sob ameaças, a se reunirem em um canto da igreja. Depois interceptaram outras pessoas no mosteiro tratando-as de uma forma brutal. Então, sem causar maiores danos, continuaram, sempre sem sucesso, a buscar armas e dinheiro, destruindo todos os meios de comunicação que eles encontraram. Durante o ataque, o responsável do grupo tirava fotos com o seu celular. Depois de permitir que continuassem a oração, ordenou que os presentes permanecessem na igreja durante uma hora. "
"O superior do mosteiro – continua o comunicado – estava em Damasco, e só pôde voltar na madrugada da quinta-feira".
O comunicado disse que "aqueles que tinham autoridade entre as pessoas armadas tinham declarado em seguida a sua intenção de não prejudicar as pessoas presentes no mosteiro, e realmente cumpriram sua palavra durante a agressão".
Naturalmente, continua o comunicado, "surge a questão sobre a identidade do grupo armado. Impossível no momento dar uma resposta certa. Parece ser que se trata de homens acostumados com o uso de armas, a fim de atender seus interesses materiais. Fica totalmente obscurecida a razão pela qual procuravam armas em um mosteiro conhecido há anos pela sua escolha e sua promoção da não-violência."
"Agradecemos a Deus – conclui o comunicado – pela proteção dos seus anjos e oramos durante a missa pelos nossos agressores e suas famílias. Apesar destes acontecimentos dolorosos, não perdemos a paz e nem o desejo de servir à reconciliação. "

Eleição do Sindicato dos Metalúrgicos inicia tensa em S. José


NOSSA REGIÃO
March 1, 2012 - 03:00


Votação no Sindicato dos Metalúrgicos
Thiago Leon
Pleito do maior sindicato da região começa com boataria 
nas fábricas e problemas em documentação; votação termina hoje
Arthur Costa
São José dos Campos

O primeiro dia da eleição do novo comando do Sindicato dos 
Metalúrgicos de São José foi marcado por ‘boataria’ na porta 
das fábricas e problemas na votação por falta de documentação.
A chapa 2, da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras 
do Brasil), afirma que, pela manhã, militantes da chapa 1, da 
Conlutas, percorreram as fábricas dizendo que a chapa 2 
havia desistido do pleito. “Foram dizer que tínhamos desistido 
da eleição. Essa é a chapa da mentira”, afirmou o candidato 
da CTB, Nilson Araya, o ‘Chileno’. A Conlutas nega o episódio 
e relata que a recepção dos metalúrgicos à sua proposta tem 
sido “muito positiva”. “A eleição está correndo bem, tranquila. 
Pudemos perceber que os metalúrgicos querem manter o modelo do 
sindicato” afirmou o candidato da chapa 1, Antonio Ferreira Barros, 
o ‘Macapá’. Outra reclamação da CTB é quanto à postura dos 
fiscais da Conlutas. “Pessoas com crachá de fiscal estão 
fazendo boca de urna. Um absurdo”, disse Araya.

Eleição. Nas 59 urnas distribuídas pelas empresas da região, 
há fiscais das duas chapas identificados por um crachá para 
manter a lisura do pleito. Ao todo, cerca de 400 pessoas 
trabalham na organização da eleição.
As urnas foram levadas às fábricas a partir das 4h. Ao final 
do dia, foram recolhidas e levadas à sede do sindicato, de onde
 partem hoje a partir das 4h para o último dia do pleito.
Em algumas fábricas, funcionários tiveram dificuldade para votar. 
A principal reclamação foi a vinculação de eleitores em listas 
diferentes dos setores em que atuam. Essas pessoas foram 
impedidas de votar e devem concretizar sua escolha hoje nas urnas.
De acordo com o presidente da comissão eleitoral, João Zafalão, 
nenhuma ocorrência foi registrada ontem.
Sobre as irregularidades apontadas pelo candidato da CTB, 
ele afirmou não ter recebido reclamação.
“Não estava sabendo disso. Há mesários das duas chapas 
em todas as urnas e ninguém nos procurou”, disse Zafalão.

Campanha. A corrida pelo voto foi centralizada na General 
Motors, maior colégio eleitoral da categoria. Dos 15 mil sócios 
aptos a votar, 7.000 são da GM. Barros e Araya ficaram na 
fábrica o dia todo.
“O número de votantes foi significativo na GM. Pelo menos 
60% dos trabalhadores já votaram”, disse Barros.
“Ainda tem muita gente pra votar. Vamos continuar aqui 
(GM) lutando a cada voto”, afirmou Araya.
O vencedor, que comandará o sindicato até 2015, 
será conhecido amanhã.

MACAPÁ
Macapá
Nome: Antonio Ferreira Barros, conhecido como ‘Macapá’
idade: 31 anos
central sindical: Chapa 1, da Conlutas, apoiada pelo PSTU
base de atuação: General Motors
Experiência: Trabalha como operador de CKD na G M desde 2007. 
É diretor do sindicato desde 2009, estando à frente das negociações 
da campanha salarial e melhores condições
Propostas: Dar início a conversas com a GM sobre investimentos
futuros da empresa na planta de São José. Consolidar negociações 
com empresas que pretendem se instalar na região. 
Lutar por PLRs e salários atrativos para a categoria

CHILENO
Chileno
nome: Nilson Araya, conhecido como ‘Chileno’
idade: 33 anos
Central sindical: Chapa 2, da CTB, apoiada pelo PC do B e pelo PT
base de atuação: General Motors
Experiência: Trabalha na GM há sete anos e meio. Atualmente é montador 
de autos no setor do MVA. Foi cipeiro por 3 mandatos. É formado em
 Direito pela Univap e não tem filiação partidária
Propostas: Aumentar o diálogo com lideranças empresariais e
 políticas da região. Pôr fim às demissões na unidade da GM 
em São José. Buscar novos investimentos para a região

‘Campanha deveria ter sido mais forte’Lideranças afirmam que a campanha da chapa 2 deveria ter 
sido mais incisiva. O presidente da Assecre (Associação dos 
Empresários dos Chácaras Reunidas), Fernando Lima, considerou 
que o episódio do Pinheirinho poderia ter sido melhor usado.
 “Ficou claro que os metalúrgicos não concordaram com o 
uso do sindicato no Pinheirinho. A chapa 2 deixou de ganhar votos.”


Empresário prega diálogo com grupo 
O diretor regional do Ciesp de São José, Almir Fernandes, disse 
que a rejeição pela chapa 1 pode dar a vitória à CTB. “Trabalhadores 
estão sentindo na pele o risco de demissões com esse sindicato 
no poder”, disse. Já o presidente da ACI, Felipe Cury, afirmou 
que Taubaté e São Caetano do Sul são exemplos de que o 
diálogo entre sindicato e empresas gera empregos.


Retirado do jornal O Vale