domingo, 27 de junho de 2010

Uma luz vermelha atravessa o céu

Não, não me refiro à política, nem ao vertiginoso surgimento de Dilma. Refiro-me a um fenômeno que vi hoje, 27/06/2010.

Sim, é junho e poderão dizer:
- Mas joão, era um balão!

Eu sei que existem muitos balões em junho, em Sampa. Muitos deles podem alcançar alturas imensas e fazer-nos confundir com outras coisas. O fato é que vi algo diferente: era como se fosse uma estrela, mas se movia. e não tinha aspecto de balão.

Sou místico. Muitos fenômenos já vi no céu. Dos objetos vermelhos já vi duas vezes anteriormente.

Na primeira vez , estava em Recife e era o dia de um comício de Lula, durante uma campanha em que ele não se elegeu. Penso que era em 1994 ou 93. Estava conversando com uma aluna, pois dava aulas no Sebrae de lá, quando uma bola de fogo grande passou por entre as nuvens, sem barulho, e muito rápido.

A segunda vez, foi  no morumbi: estava passeando com meu cão, à noite e passou um luz vermelha por sobre mim. Uma semana depois foi operado com urgência, com crise de visícula.

Hoje vi, bem distante uma luz vermelha, penso que algo acontecerá com alguém que conheço, e que tem certa distância de mim. É esperar para ver. depois eu conto.


Vocês poderão pensar: - Mas esse cara é meio maluco.

Respondo que não. Apenas ponho à mostra para vocês a minha subjetividade, que não deixo misturar-se no meu dia-a-dia, nem em minhas atividades.

Agora, que tenho uma visão holística, vendo que tudo tem relação entre si, por graça divina, isto tenho. Mas não se preocupem, pois não afrontarei os materialistas, nem procurarei convercer os céticos, apenas faço registro.

Cada um pense como quiser, mas não me transformem em louco antes do tempo. Se o mundo dependesse dos normais, não teria criado nada nem transformado nada. Os loucos sim, tem transformado a Terra, para o bem e para o mal.

Ah..., a foto que vocês viram aí em cima, não é  o objeto que vi. É apenas uma ilustração que escolhi para realçar meu artigo, sem querer enganar ninguém.

sábado, 26 de junho de 2010

O PODER DO LÍDER E A INFLUÊNCIA DOS INSTINTOS PRIMITIVOS


Escolhemos os melhores profissionais para ocupar importantes posições em nossas organizações. O que não sabemos é se eles continuarão a ser as pessoas dóceis e compreensivas que eram.

Nunca  serão os  profissionais que eram mais, as teorias gerenciais nos mostram. É até uma necessidade de sobrevivência, uma auto-afirmação.

O que às acontece algumas vezes é que acabam misturando inveja, vingança e outros tantos péssimos valores  ao que  ingredientes do dia-a-dia de seu trabalho. E coitados de seus colaboradores, se não rezarem em suas  cartilhas.

Usam do poder investido pela empresa para resolver diferenças pessoais, fugindo de toda questão gerencial propriamente dita. Ficam respaldados em sua posição e vão se tornando pequenos ditadores, até com a ignorância dos empresários que lhes promoveram, ou então incutem-lhes a necessidade de serem assim "fortes", porque senão a produtividade cai, e outras lorotas mais.

Não faço parte com isto, que significa o inverso de todas as teorias de desenvolvimento gerencial mais recentes. Para ser ditador, não é necessário muito esforço: basta fazer pressão, e o medo se instala, depois a subserviência, e enfim o mínimo e a rejeição é o resultado.

Empresários de todo mundo despertai-vos!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

A PACIÊNCIA É UMA GRANDE VIRTUDE

Vamos crescer em nossa espiritualidade? em nossa forma de se relacionar no mundo?



Algumas pessoas tem inveja de você, e procuram te prejudicar pelas costas, como se ninguém soubesse o que fazem, nem que você venha a saber. Fazem, como Caim: em vez de ver que as suas virtudes podem ser um exemplo para elas, não!

Querem que você caia e desapareça. Esquecem-se  que existe Deus, que a tudo vê e não é omisso, ao contrário, age, sempre em defesa de seus pequeninos.

Outras vezes, é um negócio que demora a acontecer, e nos desesperamos porque tarda. Tudo são lições. deveríamos sempre nos perguntar, porquê aconteceu assim? O que eu posso tirar de lição de vida para mim daqui em diante. Quem é paciente, mostra a Deus várias coisas:
1) Que realmente nenhum problema pode atingir quem já descobriu a grande notícia, de que Deus está conosco e nos acompanha em todos os momentos. Assim, pacientes, reconhecemos a Grandeza Maior, e não os destroços menores.

2) A paciência em tantos momentos críticos, vai gerando em nosso interior uma auto-confiança, um pensamento de que virá uma solução aí na frente, uma esperança. Então a paciência é o fundamento onde a esperança se ergue.

3) A paciência revela a presença do Espírito Santo na pessoa, pois só com Ele, podemos suportar as dificuldades como se não existissem.

4) A paciência é irmã da alegria, porque faz-nos manter este estado de naturalidade, de intangibilidade, de humildade. Sofrer sem alegria é fazer o problema se tornar verdadeiramente grande. Sofrer com alegria, longe de ser masoquismo, é iniciar a cura.

Vamos ser pacientes quando for necessário sê-lo. Mas não sejamos pacientes nas transformações que são necessárias na nossa vida. Estas, sim precisam de atitudes agora, imediatamente.

Vamos apoiar o Dunga X a Globo?

‘DiaSemGlobo’ em apoio a Dunga.



O técnico da seleção brasileira abriu fogo contra a Rede Globo. Dunga deu na canela do comentarista Alex Escobar, da Globo. Poucas horas depois, um dos apresentadores do programa Fantástico, Tadeu Schmidt, da África leu um editorial da emissora detonando Dunga.

Tudo tem um porque, antes do ataque ao Dunga no Fantástico, o Jornal O Globo já havia descido a lenha na seleção e principalmente no seu treinador.

Qual a razão dessa súbita mudança de comportamento?

Vamos aos fatos:

Segunda feira, véspera do jogo de estréia da seleção brasileira contra a Coréia do Norte, por volta de 11 horas da manhã, hora local na África do Sul.

Eis que de repente, aportam na entrada da concentração do Brasil, dona Fátima Bernardes, toda-poderosa Primeira Dama do jornalismo televisivo, acompanhada do repórter Tino Marcos e mais uma equipe completa de filmagem, iluminação etc.

Indagada pelo chefe de segurança do que se tratava, a esposa do poderoso William Bonner sentenciou: “Estamos aqui para fazer uma REPORTAGEM EXCLUSIVA para a TV Globo, com o treinador e alguns jogadores...”.

Comunicado do fato, o técnico Dunga, PESSOALMENTE dirigiu-se ao portão e após ouvir da Sra. Fátima o mesmo blá-blá-blá, foi incisivo, curto e grosso, como convém a uma pessoa da sua formação: “Me desculpe, minha senhora, mas aqui não tem essa de “REPORTAGEM EXCLUSIVA” para a rede Globo. Ou a gente fala pra todas as emissoras de TV ou não fala pra nenhuma...”.



Brilhante!!!

Pela vez primeira em mais de 40 anos, um brasileiro peitava publicamente a Vênus Platinada!!!

“Mas... - prosseguiu dona Fátima - esse acordo foi feito ontem entre o Renato (Maurício Prado, chefe de redação de esportes de O Globo) e o Presidente Ricardo Teixeira. Tenho autorização para realizar a matéria”.

Dunga: - “Não tem autorização nem meia autorização, aqui nesse espaço eu é que resolvo o que é melhor para a minha equipe. E com licença que eu tenho mais o que fazer. E pode mandar dizer pro Ricardo (Teixeira) que se ele quer insistir com isso, eu entrego o cargo agora mesmo!”.



O treinador então virou as costas para a supra sumo do pedantismo e saiu sem ao menos se despedir.



Dunga pode até perder a classificação, a Copa, seu time pode até tomar uma goleada, qualquer fiasqueira na África, mas sua atitude passa à história como um exemplo de coragem e independência frente a uma das instituições privadas mais poderosas no País e que tem por hábito impor suas vontades, eis que é líder de audiência e por isso se acha acima do bem e do mal.

Em linguagem popular, o Dunga simplesmente mijou na Vênus Platinada! Sugiro uma estátua para ele!!!

Após, a poderosa Globo, a mesma que levou o Collorido ao poder e depois o detonou por seus interesses, agora difama o Dunga, tá certo que o cara é meio Ogro, mas não teve o direito de se defender dos ataques em momento algum.

Falar mal do cara é liberdade de imprensa. Ouvir o cara não pode?

A reação do povo foi imediata. O editorial lido no programa "Fantástico", da Rede Globo, deu repercussão no mundo virtual. E pela primeira vez na história o Brasil inteiro apóia o técnico da Seleção. Só a Globo para conseguir isso...

Dentre os assuntos mais comentados no Twitter nesta segunda-feira (21), a frase "Cala boca, Tadeu Schmidt" era líder absoluta, superou até a antecessora "Cala Boca, Galvão", que liderou por dias seguidos os Trending Topics.

E não parou por ai. Em apoio ao técnico da seleção brasileira, os twiteiros lançaram o "DiaSemGlobo", que será nessa sexta-feira, quando o Brasil vai jogar com a seleção de Portugal, no encerramento da primeira fase da copa.

Todo mundo na Band, ou em outra emissora, não vamos sintonizar a Globo na sexta-feira, temos que começar a deixar de ser gado manso, mostrar que não somos trouxas manipuláveis.

VAMOS FAZER O BRASIL INTEIRO PENSAR !!!!!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Os contrastes da vida

Temos uma caminhada. Ela desemboca em um lugar. E desejamos que seja um bom lugar. Assim é a vida. Se não nos apercebermos disto, não haverá caminho, e todos os objetivos valerão, mas serão difusos, confusos.

Melhor meditar sobre os nossos destinos e procurarmos ter opiniões sobre tudo o que nos rodeia. Senão, podemos nos considerar uns grandes alienados.

 A lista é grande: escola dos filhos, o trabalho, eleições, políticas ambientais e urbanas, conquistas da medicina, astronomia com seus telescópios, descobertas da biologia genética, a nossa comunidade, religião, .... a lista é grande, e nossa curiosidade deve acompanhar.

Eric Fromm diz que temos dois tipos de liberdade: a de sair para fora e influir no mundo, e a de nos escondermos dentro de casa. A escolha é nossa. eu escolho a participação no mundo, com todos os seus problemas, e convido a vocês a fazer o mesmo.

Abaixo a solidão auto imposta!

Viva a incerteza da realização!

sábado, 19 de junho de 2010

POR AUMENTAR A RENDA MÍNIMA, 2,2 MILHÕES DE FAMÍLIAS DEIXAM O BOLSA FAMÍLIA

São números para serem analisados, mas é importante que haja movimentação entre os beneficiados da bolsa, tendo como objetivo a superação desta necessidade e a ascenção de quem sai, para um novo patamar social. Parece que isto está ocorrendo. Devemos nos perguntar se é na velocidade esperada, ou se devia ser em maior porcentagem. De qualquer forma é positivo esta movimentação. Vejamos as análises:


Renda maior faz 2,2 milhões de famílias saírem do Bolsa Família


Dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) informam que até janeiro deste ano mais de 4,1 milhões de famílias tiveram o benefício do Programa Bolsa Família cancelado. O principal motivo do corte é a renda per capita familiar superior à renda mínima estabelecida pelo programa. Mais de 2,2 milhões de famílias (54% dos casos) abriram mão do benefício ou tiveram o auxílio suspenso pela elevação da renda.



Toda família com renda mensal por integrante de até R$ 140 tem direito ao benefício. O valor varia conforme o tamanho da família, o número de crianças e adolescentes na escola. O auxílio vai de R$ 22 a R$ 200 por mês.



O motorista Eduardo Rodrigues, que mora em Osasco, na região metropolitana de São Paulo, e é pai de uma menina, abriu mão de R$ 40 mensais porque passou em um concurso público. “Não era justo continuarmos recebendo”. Também suspendeu o benefício Sônia de Morais Mendes, moradora de Belo Horizonte. Mãe de três filhos, recebia R$ 112 por mês. Ela aumentou a renda familiar porque voltou com o ex-marido e conseguiu trabalho. “Eu hoje não preciso mais desse dinheiro, por isso fui à prefeitura e dei baixa”, contou.



O vendedor da Feira Livre de Marília (SP) Osvaldo Dutra de Oliveira Primo, pai de dois filhos, precisou do benefício do programa por cerca de três anos. “Foi uma época que estava desempregado, com problema de saúde. Eu praticamente alimentava minha família com esse dinheiro”, lembra. Depois de voltar a trabalhar não sacou mais o auxílio. “Eu usei na extrema necessidade. Assim que tive condições, procurei dar baixa para que outras famílias pudessem ter o benefício”.



Para o governo, os pedidos de cancelamento mostram que o programa tem porta de saída. “Sempre teve”, comentou secretária nacional de Renda e Cidadania, Lúcia Modesto, quando o ministério divulgou o perfil das famílias beneficiadas pelo programa em 31 de maio. A professora Célia de Andrade Lessa Kerstenetzky, do Centro de Estudos Sociais Aplicados, Faculdade de Economia da Universidade Federal Fluminense (UFF) pondera que é “incontestável” que há uma saída, mas “o significado dela é menos claro”. Ela “especula” que a razão principal para a saída do programa deva estar relacionada com a melhoria no mercado de trabalho, “essa hipótese parece forte, dadas as evidências de crescimento da renda e do emprego”.



Na avaliação do economista Serguei Soares, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a porta de saída do programa é o crescimento econômico. “Ótimo que essas pessoas conseguiram sair, espero que outras consigam também, mas não vai ser pelo fato de que alguns conseguiram sair que a gente pode ter um acento ejetor ou vá responsabilizar o MDS pelas saídas. Essas dependerão do crescimento econômico”, comentou.



O Bolsa Família também foi tema de uma tese de doutorado defendida recentemente no Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília (UnB). Para a autora da tese, Ana Lúcia Figueiró, o programa tem méritos, mas “abandonou a perspectiva inclusiva e fez opção pela gestão da pobreza”. De acordo com ela, o programa previa além da transferência de auxílio, assistência social, geração de emprego e renda, e a participação política. Ela avalia que essas ideias iniciais, já estabelecidas nas ações da cidadania contra a fome e nas discussões do Conselho Nacional de Segurança Alimentar foram abandonadas. “A transferência de renda é vista como um fim em si mesmo. Isso não deveria retirar o foco de uma política emancipatória”, assinala.



Atualmente, 12,6 milhões de famílias recebem um total de R$ 1,1 bilhão do programa. A meta do governo é chegar a 12,9 milhões de famílias até o final do ano e atingir grupos vulneráveis ainda não alcançados como os moradores de rua.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

QUEREM DESALOJAR O POVO DA RUA NA MARRA

Não basta estarem sem teto, sem família, sem trabalho, sem roupa, sem coberta, e agora querem lhes tirar as calçadas onde dormem. trago aqui o relato de um irmão da rua que foi acordado pela madrugada por policiais que queriam desalojá-lo do local e outros tantos entre mulheres e crianças. Mas leiam o relato deste irmão:
URGENTE: INSANIDADE E ESTUPIDEZ DA GUARDA CIVIL METROPOLITANA DE SÃO PAULO DO EXCELENTISSIMO PREFEITO GILBERTO KASSAB!!!



Date: Fri, 18 Jun 2010 10:30:29 -0300



Que a Paz, o Amor de Yahwhe Jesus Cristo estejam convosco Hojê e Sempre meus Queridos Amigos (as), Senhor Excelentíssimo Prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, e Ilmo Senhor Comandante da Guarda Cívil Metropolitana de São Paulo Joel Malta de Sá.



"Há a alegria de ser puro e a de ser justo; mas há, sobretudo, a maravilhosa a imensa alegria de SERVIR." .Gabriela Mistral.



Pelas Barbas do Profeta Batman,Sobre os Auspício de Jesus Cristo e os olhares de vários moradores de rua, às Vinte e duas Horas (22hrs:00), do dia 17/06/2010, ocorreu o procedimento, abordagem da ÍLIBADA Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. Agora é assim Senhores (as) ????

Peguem suas coisas e vão dormir em outro lugar!!!

Porque estamos chamando o caminhão para pegar os seus pertences!!!

De onde veio esta ORDEM ESTUPÍDA E IRRÊSPONSÁVEL???

Por ventura será mais LICÍTO, NOBRE ao invés de chegarem com essa truculência VERBAL de sempre, oferecer um EMPREGO REGISTRADO EM CARTEIRA!!!!

Para o Wesley e todos que estão dormindo na rua anchieta à mais de CINCO ANOS CONSECUTIVOS!!!

Com certeza os seus ólhos de JUSTÍÇA e HIGIENIZAÇÃO da MISÉRIA PÚBLICA, não vão VER muitas pessoas VÍCIADAS, DROGADAS, JOGADAS, nas ruas da nossa linda Cidade de São Paulo que eu Amo Muito!!!

Por acauso, os Senhores estão SURTANDO???

Estão ficando LOUCOS, igual alguns MORADORES DE RUA???

Estão perdendo a RAZÃO meus Amigos???

O que esta acontecendo???

Disponibilizar SEIS VIATURAS da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo, para PERTURBAR O DESCANSO, e o bom sono de Moradores daRua Anchieta, É RIDÍCULO!!! É VADIAGEM artigo 059 da CONTRAVENÇÃO PENAL.

Eu não sabia que na Base de DECRETOS - LEIS,haviam atribuido mais esses serviços, o de ASSISTENCIALISMO SOCIAL, que por sinal os Senhores (as) da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo, estão REPROVADOS, vou repetir, ESTÃO REPROVADOS!!!

NÂO È ATRIBUIÇÂO DOS Senhores (as) (G.C.M), fazerem esses serviços abusivos, incoveniente.

Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:

I - polícia federal; II - polícia rodoviária federal;

III - polícia ferroviária federal;

IV - polícias civis;

V - polícias militares e corpos de bombeiros militares.

POR FAVOR TENHAM A BONDADE DE PRESTAR MUITA ATENÇÃO NO INCISO 8º DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DO BRASIL, E PRINCIPALEMNTE POR NÃO SER OBSERVADO



8º - Os Municípios poderão constituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações, conforme dispuser a lei.

Não me venham oferecer MISERIA!!! (ALBERGUES)

Não me venham oferecer miseria!!!!

ENTEDERAM, COMPREENDERAM???

Senhores (as), amigos (as), não existe VAGA suficiente em albergue para atender à todos moradores de Rua, além do mais, eu sou contrario a existencia desses lugares.

Porque quase DESGRAÇOU com a minha VIDA PESSOAL, sendo acometido de duas DOENÇAS DE PELE (lIQUEM - PLANO) e (ESCÁBIOSE SARNA HUMANA)

Quando realmente eu precisava do lugar, me DESLIGARAM DO ALBERGUE, SEM MOTIVOS!!!!

Vindo parar na Rua Anchieta nessas condiçoes em plêno inverno, junho do ano 2005, doente, sem dinheiro, sem emprego, nimguem veio ao meu auxilio, há não ser algumas pessoas Espíritas que me ajudaram na compra de Remédios, a quem eu agradeço muito de coração!!!!

FORAM DOIS ANOS DE TRATAMENTO, DOIS ANOS!!!



Destine o Albergue para IDOSOS, DEFICIENTE FÍSICO, MULHER GRÁVIDA COM CRIANÇA, será que eu tenho que ficar ensinando, orientando vocês PSÊDUAS AUTORIDADES!!!

A CRISE FINANCEIRA MUNDIAL, é IRREVERSÍVEL, esta se APROFUNDADANDO, vão causar muitas GUERRAS, FOME, DESEMPRÊGO, e vão aparecer muitos MORADORES DE RUA, você tem o DEVER de se extruturarem, prevenir-se, e se prepararam para esses novos EVENTOS, DESAFÍOS de ordem geológica, Social, Física, com Situação de Calamidade Social Pública.

Eu Wesley Francisco Da Silva Rg: 19.232.979-0, de quarenta e quatro anos de idade, Paulistano, NÃO SOU BANDIDO, NÃO TENHO VÍCIOS, TENHO TODOS OS MEUS DOCUMENTOS EM DIA, E SOU VOTANTE, SOU ELEITOR BRASILEIRO!!!

Por favor tenham a BONDADE E HUMILDADE de respeitarem os meus DIREITOS CONSTITUCIONAL, respeitar esses moradores de rua que estão e vivem na miseria.

Vamos juntos fazer JUSTIÇA!!!, com o processo 217/08 de 2008 que esta parado no MINISTÉRIO PÚBLICO de SÃO PAULO, e aqui na cOMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS DA O.A.B Ordem dos Avogados do Brasil de São Paulo.

Vamos juntos de maniera coletiva trabalahar em PROL da melhoria desta situação TRISTE que São Paulo VIVE!!

É necessário uma INTEGRAÇÃO SOCIAL FORTE, com paricipação de todos os segmentos da SOCIEDADE PLURALISTA, e o AMOR DE JESUS CRISTO, abençoando essas obra, para que sejam solucionados esses problemas de ordem social há longo prazo.

Ao,LIDER DO EXECÚTIVO DA CAMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO, AO SENHOR ILMO COMANDANTE DA GUARDA CIVIL METROPOLITANA DE SÃO PAULO Joel Malta de Sá e ao Excelentissimo Prefeito Gilberto Kassab, por favor tenham a bondade de OBSERVAREM AS LEIS CONSTITUIDAS NO BRASIL, e informar, orientar, DISCIPLINAR, os seus CAPÍVARAS subordinados, zumbís de farda azul marinho para respeitarem as Leis:

Lei municipal da População de rua nº 12.316

PESQUISA PRESIDENCIAL NO PIAUÍ

É uma pesquisa localizada, mas dá indicações de tendências na região.

18 de Junho de 2010 - 9h36


Captavox: Dilma Rousseff lidera corrida presidencial no Piauí

Os números foram divulgados na última quinta-feira (17) e mstram o avanço da candidata.

Na última quinta-feira 17, o instituto Captavox divulgou o resultado da pesquisa estimulada de junho. Os números mostram que a candidata do PT, Dilma Rousseff, já lidera com folga o pleito no Piauí e ultrapassa os 52% das intenções de voto no Estado.



O tucano José Serra, que no início das pesquisas, estava em empate técnico com Dilma, agora aparece com 30,5%.



A pesquisa, realizada entre 9 e 13 deste mês com 1.182 eleitores de 50 municípios piauienses, mostrou também que Marina Silva (PV) saiu de 4,3%, em maio, para 5,8%. Plínio Arruda (PSOL) aparece com 0,6%.





Em um comparativo com as duas últimas pesquisas realizadas, é inegável a disparada de Dilma. De abril para cá, a candidata cresceu mais de 12%. Veja os números abaixo:







ABRIL MAIO JUNHO



DILMA 39,8% 47,0% 52,5%

SERRA 32,1% 32,8% 30,5%

MARINA 3,4% 4,3% 5,8%

NULO/BRANCO 5,0% 4,4% 3,5%

INDECISO 10,5% 11,1% 7,1%





A margem de erro da pesquisa é de 2,85% para mais ou para menos.

MORREU JOSÉ SARAMAGO


Cultura


18 de Junho de 2010 - 10h11



Escritor português José Saramago morre aos 87 anos

"Nossa única defesa contra a morte é o amor", disse certa vez o escritor português José Saramago. Deixando um vazio na literatura, ele morreu nesta sexta-feira (18) em Lanzarote (Ilhas Canárias, na Espanha), aos 87 anos. Em 1998, Saramago - que era filiado ao Partido Comunista Português - ganhou o único Prêmio Nobel da Literatura em língua portuguesa.

A Fundação José Saramago confirmou em comunicado que o escritor morreu às 12h30 (horário local, 7h30 em Brasília) na sua residência em Lanzarote "em consequência de uma múltipla falha orgânica, após uma prolongada doença. O escritor morreu acompanhado pela sua família, despedindo-se de uma forma serena e tranquila".



O escritor nasceu em 1922, em Azinhaga, aldeia ao sul de Portugal, numa família de camponeses, e, apesar da mudança com a família para Lisboa, com apenas dois anos, o local de nascimento seria uma marca constante ao longo da sua vida, como anunciaria em 1998, aos 76 anos, no discurso perante a Academia Sueca pela atribuição do Nobel da Literatura.



Autodidata, antes de se dedicar exclusivamente à literatura trabalhou como serralheiro, mecânico, desenhista industrial e gerente de produção numa editora. Começou a atividade literária em 1947, com o romance Terra do Pecado. Voltou a publicar livro de poemas em 1966. Atuou como crítico literário em revistas e trabalhou no Diário de Lisboa. Em 1975, tornou-se diretor-adjunto do jornal Diário de Notícias. Acuado pela ditadura de Salazar, a partir de 1976 passou a viver de seus escritos, inicialmente como tradutor, depois como autor.



Em 1980, alcança notoriedade com o livro Levantado do Chão, visto hoje como seu primeiro grande romance. Memorial do Convento confirmaria esse sucesso dois anos depois. Em 1991, publica O Evangelho Segundo Jesus Cristo, livro censurado pelo governo português - o que leva Saramago a exilar-se em Lanzarote, onde viveu até hoje.



Entre seus outros livros estão os romances O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984), A Jangada de Pedra (1986), Todos os Nomes (1997), e O Homem Duplicado (2002); a peça teatral In Nomine Dei (1993) e os dois volumes de diários recolhidos nos Cadernos de Lanzarote (1994-7). O livro Ensaio sobre a Cegueira (1995) foi transformado em filme pelo diretor brasileiro Fernando Meirelles em 2008.



Seus inegáveis méritos como romancista foram finalmente reconhecidos em 1998 com o Prêmio Nobel de Literatura, concedido por ter criado uma obra na qual "mediante parábolas sustentadas com imaginação, compaixão e ironia, nos permite continuamente captar uma realidade fugitiva".



Nos últimos anos, Saramago não deixou passar muito tempo entre um romance e outro. Era consciente de sua idade e, como disse à agência Efe em entrevista, tinha "ainda algo para dizer", e o melhor é que o dissesse "o mais rápido possível". Embora também dizia que "chegará o dia em que se acabarão as ideias, e nada iria ocorrer".



Seus romances abordam reflexões sobre alguns dos principais problemas do ser humano, fazem o leitor pensar, o estremecem e comovem. Seus personagens estão cheios de dignidade.



Saramago era filiado ao Partido Comunista Português, tornando-se um dos mais distintos militantes até à sua morte. A sua primeira biografia, do escritor também português João Marques Lopes, foi lançada neste ano. A edição brasileira de "Saramago: uma Biografia" chegou às livrarias no mês passado, com uma tiragem de 20 mil exemplares pela editora LeYa.



Segundo o autor, Saramagou chegou a pensar na hipótese de migrar para o Brasil na década de 1960. "Em cartas a Jorge de Sena e a Nathaniel da Costa datadas de 1963, Saramago considera estes tempos em que escreveu e reuniu as poesias que fariam parte de 'Os Poemas Possíveis' como desgastantes em termos emocionais e chega mesmo a ponderar a hipótese de migrar para o Brasil. Esta informação surpreendeu-me bastante, pois não fazia a mínima ideia de que o escritor chegara a ponderar a hipótese de emigrar para o Brasil e por a mesma coincidir com o período da história brasileira em que esteve mais iminente uma transformação socialista do país", disse Lopes em entrevista à Folha.com.



Após lançamento da biografia, Saramago classificou a obra como "um trabalho honesto, sério, sem especulações gratuitas". O escritor era consciente do poder que tinha a internet para divulgar qualquer ideia, e em setembro de 2008 criou um blog, intitulado "O caderno". Foi "um espaço pessoal na página infinita de internet", segundo suas palavras.



A morte o surpreendeu quando preparava um romance sobre a indústria do armamento e a ausência de greves neste setor, ou pelo menos essa era a ideia que queria desenvolver, como disse quando apresentou "Caim" em novembro de 2009.



Ajuda ao Haiti



Saramago relançou em janeiro deste ano nova edição do livro A Jangada de Pedra, que tem toda a sua renda revertida para as vítimas do terremoto no Haiti. O relançamento da obra foi resultado da campanha "Uma balsa de pedra a caminho do Haiti", que doa integralmente os 15 euros que custará o livro (na União Europeia) ao fundo de emergência da Cruz Vermelha para ajudar o Haiti.



Em nota, Saramago havia explicado que a iniciativa é da sua fundação e só foi possível graças à "pronta generosidade das entidades envolvidas na edição do livro".



Obras publicadas

Poesias



- Os poemas possíveis, 1966

- Provavelmente alegria, 1970

- O ano de 1993, 1975



Crônicas



- Deste mundo e do outro, 1971

- A bagagem do viajante, 1973

- As opiniões que o DL teve, 1974

- Os apontamentos, 1976



Viagens



- Viagem a Portugal, 1981



Teatro



- A noite, 1979

- Que farei com este livro?, 1980

- A segunda vida de Francisco de Assis, 1987

- In Nomine Dei, 1993

- Don Giovanni ou O dissoluto absolvido, 2005



Contos



- Objecto quase, 1978

- Poética dos cinco sentidos - O ouvido, 1979

- O conto da ilha desconhecida, 1997



Romance



- Terra do pecado, 1947

- Manual de pintura e caligrafia, 1977

- Levantado do chão, 1980

- Memorial do convento, 1982

- O ano da morte de Ricardo Reis, 1984

- A jangada de pedra, 1986

- História do cerco de Lisboa, 1989

- O Evangelho segundo Jesus Cristo, 1991

- Ensaio sobre a cegueira, 1995 (Prémio Nobel da literatura 1998)

- A bagagem do viajante, 1996

- Cadernos de Lanzarote, 1997

- Todos os nomes, 1997

- A caverna, 2001

- O homem duplicado, 2002

- Ensaio sobre a lucidez, 2004

- As intermitências da morte, 2005

- As pequenas memórias, 2006

- A Viagem do Elefante, 2008

- O Caderno, 2009

- Caim, 2009

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Kaká tá bichado

Não dá para entender porque esconderam da imprensa e da população brasileira o problema panturrímico de Kaká. Este protecionismo lembra Getúlio Vargas "Aos amigos tudo. Aos inimigos, a lei".

Tudo deve ter um critério, e estar com lesão é condição SINE QUA NON, como gosta de dizer o presidente Lula, para ser excluído. Mas não, tudo está combinado. E ficamos vendo esta semvergonhice sem condições de impedir. Paciência.

Na hora de substituir o Kaká, em vez de colocar o Júlio Batista, natural reserva dele, a inteligência do Dunga puxou o Robinho para trás e pôs o Neimar na frente. Pô, se fosse para fazer isto, então porquê  nãos se convocou logo o Ganço? Ou seremos Pato? O Pato já foi desconvocado bem antes. Bem o Dunga irá dizer que eu quero transformar a seleção num zoológico. Não é verdade

Dunga lembra o "zangado", anãozinho da Branca de Neve. Está sempre bravo, e todos estão sempre errados. Prefiro o Zagalo. Prefiro o Feola, antigo técnico de 1958, que diziam que ele dormia durante o jogo e treinos, o que dava liberdade para o time fazer o que bem quisesse. E faziam..

terça-feira, 15 de junho de 2010

TORCIDA FÚTIL

Estarei envelhecendo? bem, isto é uma realidade. Mas, não me refiro a este envelhecimento carcomido, chato, rançoso, de não aceitar nada, de ver tudo ruim, enquanto valoriza o passado. Ah, no meu tempo....

Não, minha preocupação é com esta vulgaridade de sair todo mundo à rua buzinando e festejando 2X1 contra a Coréia do Norte. É para se envergonhar!!!!

Um timeco retranqueiro segurar os milionários jogadores pentacampeões." Time de ditador, que fica treinando trenzinho com a bola no meio das pernas e um encochando o outro", não foi assim que a imprensa fez com a Coréia do Norte?

- Dunga, Dunga, Dunga. Você conseguiu aniquilar a criatividade e pôs um cabresto na motivação da moçada. Agora tá aquele troço feio de um time sem nomes, e um zangado e "perseguido"" pela imprensa que está acabando com o time.

Isto é o que querem fazer com o Brasil, aniquilar a naturalidade e o jeito brasileiro.

O negócio é sentar o pau nele, para ver se ele se lembra como ele era antigamente, um cara mais alegre e corajoso.

domingo, 13 de junho de 2010

Intolerância religiosa no Paquistão - Pena de morte por acusações sem provas

Petição contra lei anti-blasfêmia no Paquistão já conta com 3 mil assinaturas



PARIS, sexta-feira, 11 de junho de 2010 (ZENIT.org) – A seção francesa da associação eclesial Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) lançou uma campanha pela abolição da “Lei Anti-blasfêmia” no Paquistão, que favorece graves injustiças em nome da religião.

A iniciativa envolve uma petição que deverá ser encaminhada ao governo paquistanês, e já reuniu 3 mil assinaturas em apenas três dias, e propõe ainda uma corrente mundial de orações pelas vítimas.

A lei da blasfêmia pode condenar à morte qualquer pessoa que ofenda o Alcorão ou profeta Maomé. Em sua versão moderna, foi promulgada pelo então ditador do Paquistão Zia-ul-Haq, na década de 80. Desde então, tornou-se fonte de contínuas violências contra cristãos e fiéis de outras religiões minoritárias. Acusações muitas vezes falsas e motivadas por interesses pessoais – a acusação por uma única testemunha pode ser suficiente para a condenação - geram escândalos e impulsionam multidões a fazer justiça com as próprias mãos.

“A lei é ambígua: uma pessoa pode ser acusada sem provas. É utilizada muitas vezes por razões pessoais e para promover vinganças. Constitui uma autêntica violação dos direitos humanos”, explica Marc Fromager, responsável pela AIS na França.

“Tal lei, que deveria proteger o sagrado, é utilizada para oprimir e perseguir as minorias religiosas no Paquistão, entre elas os cristãos”, diz o bispo de Faisalabad, Dom Joseph Coutts.

A Comissão Nacional para os Direitos Humanos e outros grupos da sociedade civil, inclusive muçulmanos, contestam abertamente a lei.

“A lei da blasfêmia deve ser abolida o quanto antes. Ela ofende o Islã e é uma vergonha para o Paquistão”, declarou à Agência Fides Ashgar Ali Engineer, teólogo e jurista muçulmano de origem indiana, especialista em lei islâmica.

“Pedimos ao Governo do Paquistão a abolição imediata da lei sobre a blasfêmia, em particular do parágrafo 295 C do Código Penal, que prevê a pena de morte para os culpados; pedimos ao governo que garanta os direitos de todas as minorias religiosas do país”, indica o texto da petição.

A Comissão Justiça e Paz da Conferência dos Bispos Católicos calcula que entre 1986 e 2010, 993 pessoas foram vitimadas pela lei foi, das quais 120 eram cristãos.

É possível aderir à petição na página na web da AIS (em francês): http://www.aed-france.org/blaspheme/

Envie a um amigo
Imprima esta notícia

terça-feira, 8 de junho de 2010

BRASIL BATE RECORDE DE CRESCIMENTO, COMO A CHINA!!!

Os dados divulgados nesta terça-feira pelo IBGE, Instutito Brasileiro de Geografia e Estatística mostram um recorde histórico no crescimento do Produto interno Bruto brasileiro. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, o crescimento foi de 9% no primeiro trimestre, o maior resultado da série histórica.

A maior alta foi na Indústria (4,2%), com Agropecuária (2,7%) e Serviços (1,9%) a seguir. A Despesa de Consumo das Famílias aumentou 1,5% e a Despesa de Consumo da Administração Pública 0,9%. No setor externo, tanto as Exportações de Bens e Serviços como as Importações de Bens e Serviços subiram: 1,7% e 13,1%, respectivamente.

A Indústria registrou o melhor desempenho (14,6%), com Serviços (5,9%) a seguir, sempre em relação ao primeiro trimestre de 2009. O volume do valor adicionado da Agropecuária cresceu 5,1%, após quatro trimestres consecutivos de queda nessa base de comparação.

Na Agropecuária, pesaram as estimativas de crescimento na produção da soja, do algodão e do milho (19,2%, 6,5% e 4,0%, respectivamente) para 2010 e que possuem safra relevante no trimestre. A produção da silvicultura e exploração florestal também teve bom desempenho no trimestre. Por outro lado, o arroz e o fumo, com safras significativas no período, têm estimativas de queda para 2010, de 9,7% e 8,9%, respectivamente.



Na atividade industrial, o destaque foi o crescimento de 17,2% do valor adicionado da Indústria da Transformação, influenciada pelo aumento da produção de máquinas e equipamentos; eletrodomésticos; indústria automotiva, incluindo peças e acessórios; metalurgia / siderurgia; indústria têxtil; produtos químicos e artigos de borracha e plástico. A Construção Civil cresceu 14,9% , beneficiada pelo aumento das operações de crédito para a habitação e pelo aumento de ocupações no setor.



De Brasília

Com informações do IBGE.

Gustavo Alves

segunda-feira, 7 de junho de 2010

"O DEUS BOLA"

A bola é colocada

no centro do campo,

Reverência póstuma

a governos,

reivindicações populares

aspirações gerais.



Sob os pés

uma superação

de personagens

internacionais,

conflitos,

guerras,

num fraterno

moto-contínuo

de alegrias,

a pisar,

chutar

maus agouros,

agora derrotados.



Basta um pontapé

Inicial e,

tudo adquire

secundariedade.



Um corvo apita

Delimitando

Dois mundos:

O real,

a ser esquecido,

e o ideal,

cultuado

e desejado

ardentemente



Cores

distinguem-se

temporariamente:

times miscigenam-se

em confusão,

resistindo à divisão.



O Deus Bola

é incansável.

Seu desejo

De repouso,

redes suspensas,

é impedido

cá e lá,

vendaval

de impedimentos,

obstruções,

barreiras.



Se encontra

remanso,

prontamente

é recolocado

em posição

Original,

para recriar

a cerimônia

da esperança

da paz mundial,

sobre as mazelas

do mundo.



Poema de João Paulo Naves Fernandes, que lançará o seu quarto livro “Gota Serena”, na próxima Bienal do livro em São Paulo, pela Scortecci Editora. Este poema é dedicado a todos os jogadores, que inconscientemente, conseguem suspender tratados, conflitos, pela arte esportiva, pacífica, esperançosa.

Tel(11) 8938-5588

www.podasestradas.blogspot.com

domingo, 6 de junho de 2010

VOCÊ CONSEGUE SER PRODUTIVO NESTA PRESSÃO TODA ?

Deixo este teste de resiliência para vocês se avaliarem como estão neste mundo globalizado. Abraço a todos

Ah, este material faz parte de meu treinamento em "ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS".
Atenção!!!

O mundo mudou, e quanto!!!

TESTE DE RESILIÊNCIA



01 Numa situação de estresse mantém a calma para resolver o problema?

02 Costuma desprezar as pessoas que não são importantes para você?

03 Procura harmonizar-se com as pessoas à sua volta?.

04 Valoriza datas comemorativas como o Natal, aniversários, etc.?

05 Analisa bem as situações e apenas depois toma decisões?

06 É extremamente crítico quando as coisas não saem ao seu agrado?

07 Numa festa que conhece poucas pessoas, você fica retraído?

08 Costuma protelar decisões de problemas desagradáveis?

09 Valoriza o senso de responsabilidade?

10 Conversa com as pessoas olhando nos olhos?

11 Costuma se lamentar quando não atinge seus objetivos?

12 Costuma examinar a reação das outras pessoas?

13 É questionador?

14 Procura sempre a perfeição nas suas tarefas?

15 Julga corretamente as pessoas e fatos?

16 É extremamente rigoroso com o fracasso das pessoas?

17 Tem receio em dizer o que está pensando?

18 Sempre arranja boas desculpas para seus fracassos?

19 Costumeiramente você expressa-se dizendo;”Você deve fazer isto”?

20 Cumpre rigorosamente os regulamentos?

21 Sabe lidar bem com as pessoas?

22 Esforça-se para contentar os outros?

23 Colhe várias informações e fatos e os analisa antes da tomada da decisão?

24 Evita o conflito com as pessoas que o cercam?

25 Numa situação de contrariedade, costuma questionar as pessoas antes de julgar?

26 Costuma resolver problemas sem a devida reflexão?

27 Costuma planejar antes de agir?

28 Não se emociona numa conversa triste?

29 Expressa com firmeza a sua opinião pessoal?

30 Conversa com facilidade com as pessoas

A – REATIVA –São os que não aceitam as adversidades e se revoltam contra ela. Em vez de assumir a responsabilidade por solucionar seus problemas, sempre encontram a quem culpar. Por isso estão constantemente reclamando co seu chefe, que é “um incompetente”, seus subordinados, “que fazem tudo errado”, dos colegas “que não colaboram”, da direção da empresa “que não toma as decisões certas”. Não importa que o problema seja exclusivamente deles, pois mesmo assim insistem em negá-lo ou jogá-lo nas costas de alguém. Tem a tendência de transferir a responsabilidade para os outros, perdendo áreas de sua própria competência.



B – PROATIVA – Em vez de curvar-se diante dos problemas, como os submissos, enfrentam a situação com a cabeça erguida. Diferentemente também dos reativos, que dispendem energia para reclamar da adversidade e procurar culpados, os proativos assumem as responsabilidades que lhes cabem e investem energia na solução da situação. Com estas atitudes, transformam dificuldades em oportunidades de aprendizado, desenvolvendo-se.



C- SUBMISSA – São os que se conformam passivamente com as intempéries da vida e renunciam ao sucesso. Se acomodam, como se sofressem de uma espécie de “Síndrome de Gabriela”, e dissesse:” Eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, e vou ser sempre assim”. Há também os que atribuem ao destino, “à vontade de Deus”, ao “Carma”, a responsabilidade pelo que estão vivendo e, assim, cruzam os braços, como se nada houvesse a fazer. Devemos aceitar as adversidades como fatos normais da vida, mas submeter-se é eximir-se de enfrentar uma adversidade. São um poço de lamentações.

Para completar o teste entre em contato comigo e passarei o material com o maior prazer.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

LADAINHA DA HUMILDADE

Ó Jesus, manso e humilde de coração, ouvi-me.




Do desejo de ser estimado, livrai-me, ó Jesus.

Do desejo de ser amado, livrai-me, ó Jesus.

Do desejo de ser conhecido, livrai-me, ó Jesus.

Do desejo de ser honrado, livrai-me, ó Jesus.

Do desejo de ser louvado, livrai-me, ó Jesus.

Do desejo de ser preferido, livrai-me, ó Jesus.

Do desejo de ser consultado, livrai-me, ó Jesus.

Do desejo de ser aprovado, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de ser humilhado, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de ser desprezado, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de sofrer repulsas, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de ser caluniado, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de ser esquecido, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de ser ridicularizado, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de ser infamado, livrai-me, ó Jesus.

Do receio de ser objeto de suspeita, livrai-me, ó Jesus.



Que os outros sejam amados mais do que eu, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

Que os outros sejam estimados mais do que eu, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

Que os outros possam elevar-se na opinião do mundo, e que eu possa ser diminuído, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

Que os outros possam ser escolhidos e eu posto de lado, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

Que os outros possam ser louvados e eu desprezado, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

Que os outros possam ser preferidos a mim em todas as coisas, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

Que os outros possam ser mais santos do que eu, embora me torne o mais santo quanto me for possível, Jesus, dai-me a graça de desejá-lo.

terça-feira, 1 de junho de 2010

APÓS 30 ANOS SE REALIZA UM OUTRO CONCLAT



A classe trabalhadora brasileira viveu nesta terça-feira (1º de junho) um dos dias mais importantes de sua história. O Estádio do Pacaembu, em São Paulo, foi palco da segunda edição da Conclat, iniciativa resgatada pela CTB em seu Congresso de Fundação — em dezembro de 2007 — e agora concretizada por mais de 30 mil trabalhadores e trabalhadoras de todo o país.


Unidas, CTB, Força Sindical, Nova Central, CGTB e CUT demonstraram para a sociedade brasileira a capacidade de articulação das centrais sindicais do Brasil, ao organizar um evento da magnitude e importância da Conferência Nacional da Classe Trabalhadora. A partir desse espírito unitário foi possível aprovar, em uma grande Assembleia, a Agenda da Classe Trabalhadora, com vistas a um projeto nacional de desenvolvimento com soberania e valorização do trabalho.


A CTB, desde seu Congresso de fundação, apostou na proposta de levar às outras centrais esse projeto, que só pôde se tornar realidade graças a um longo processo de unidade, que traduziu o novo momento vivido pelo sindicalismo no Brasil. Esse documento agora será entregue a todos os candidatos à Presidência da República e servirá como base para as próximas campanhas de luta da classe trabalhadora no país.


A Declaração Política do 2º Congresso da CTB, realizado em setembro de 2009, já adiantava como deveria ser o processo de constituição do evento realizado neste 1º de junho. “Para coroar o processo de unidade que já está em curso, a CTB propõe a realização de uma nova Conclat - Conferência Nacional da Classe Trabalhadora, reunindo milhares de sindicalistas de todas as centrais e entidades sindicais, independentemente das posições políticas e ideológicas, sem discriminações. A Conclat vai elevar a um novo patamar o nível de intervenção e influência do sindicalismo e da classe trabalhadora na vida nacional”, dizia o texto.


Segundo o presidente da CTB, Wagner Gomes, depois da segunda edição da Conclat, o Brasil verá surgir um novo movimento sindical. “É uma vitória da unidade, independentemente de quem teve a iniciativa desta Conferência. Daqui para frente, a classe trabalhadora terá um papel mais elevado, e certamente influirá cada vez nas decisões políticas do país”, afirmou.

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Alberto Broch, também destacou a unidade das centrais e “No Congresso da CTB eu já dizia que essa seria uma das melhores propostas surgidas no seio sindical ao longo dos últimos anos. É claro que seria necessário um amadurecimento de todas as centrais — e isso felizmente ocorreu”, comentou.

Seis eixos

A Agenda da Classe Trabalhadora, documento aprovado por unanimidade pelos cerca de 30 mil participantes da Conclat, contemplou seis eixos considerados estratégicos pelas cinco centrais e traduziu sua unidade de luta:

1. Crescimento com Distribuição de Renda e Fortalecimento do Mercado Interno;

2. Valorização do Trabalho Decente com Igualdade e Inclusão Social;

3. Estado como Promotor do Desenvolvimento Socioeconômico e Ambiental;

4. Democracia com Efetiva Participação Popular;

5. Soberania e Integração Internacional;

6. Direitos Sindicais e Negociação Coletiva.

O vice-presidente da CTB, Nivaldo Santana, já adiantava em recente artigo que o conteúdo da Agenda da Classe Trabalhadora indicaria o fim da era neoliberal para o país. “O conteúdo das propostas indica que a imensa maioria do sindicalismo nacional se posiciona contra o retrocesso neoliberal e em defesa da continuidade e aprofundamento das mudanças progressistas inauguradas com o governo do presidente Lula”, sustentou o dirigente.

Unidade

Os discursos dos cinco presidentes das centrais destacaram a unidade conquistada ao longo dos últimos meses, período em que se materializou o documento final da Conclat.

Antônio Neto, da CGTB, disse que essa união deve servir de exemplo para as próximas lutas do sindicalismo. “A grande virtude deste palanque é a unidade. Até 2002, estávamos na resistência e esta assembleia marca a maturidade das centrais. Organizadas, só temos a ganhar. Temos agora que seguir unidos para que sigamos avançando”, afirmou.

Para José Calixto Ramos, da Nova Central, essa unidade tem que ser traduzida em novas ações de luta. “Soubemos lidar com nossas diferenças para organizar este evento. Somente a unidade de ação trará resultados satisfatórios para a classe trabalhadora”, bradou.

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, lembrou que, apesar da amplitude do documento elaborado pelas centrais (são 249 itens no total), prevaleceu a unidade em torno das causas mais importantes. “Nós já vínhamos buscando isso há muito tempo. Temos divergências, é claro, mas aprendemos a nos unir naquilo que é mais importante para os trabalhadores”, disse.

Artur Henrique, da CUT, lembrou que essa mesma unidade demonstrada na Conclat foi a responsável por conquistas recentes, como o reconhecimento das centrais e a política de valorização do salário mínimo. Segundo ele, esse mesmo esforço deve ser feito nas próximas eleições, no sentido de evitar qualquer retrocesso político para o país. “O desafio é muito grande, pois não podemos permitir a volta ao poder daqueles que trouxeram tanto atraso para o Brasil”, afirmou.

O presidente da CTB, em seu discurso, destacou o caráter histórico da Conclat e sustentou que a mesma unidade demonstrada pelas centrais deve servir de exemplo para um novo projeto nacional de desenvolvimento. “Estamos fazendo história e devemos ter consciência de que o destino do Brasil depende de nós. Os rumos políticos da nação podem ser mais ou menos progressistas dependendo da participação da classe trabalhadora nas batalhas em curso e, em especial, nas eleições de outubro, nas quais devemos nos empenhar de corpo e alma para eleger candidatos identificados e comprometidos com nossa agenda”, disse.

Wagner Gomes lembrou também que a responsabilidade dos trabalhadores e trabalhadoras é muito grande, bem como seus desafios. Mas mostrou-se otimista quanto ao futuro e também adiantou qual será a tarefa do movimento sindical para este ano: “Derrotamos o neoliberalismo nas urnas em 2002, voltamos a derrotá-lo em 2006 e vamos lhes impor uma nova derrota em outubro, barrando a possibilidade de retrocesso. É esta a nossa tarefa comum neste ano”.

ESPECIALISTAS REFLETEM SOBRE OS ANJOS

CAMPAGNA, segunda-feira, 31 de maio de 2010 (ZENIT.org). - A sexta edição do Encontro Nacional de Angeologia será realizada na cidade italiana de Campagna, nos dias 1º e 2 de junho, e terá como tema "Os Anjos dos Presbíteros e da Igreja".

Promovido e organizado pela Associação da Milícia de São Miguel Arcanjo, o evento contará com a presença de teólogos de renome internacional e intelectuais influentes, como o jornalista e escritor Renzo Allegri e o fundador da Milícia, Dom Giuseppe Del Ton.

O principal promotor da iniciativa é Marcello Stanzione, que refundou a Associação da Milícia de São Miguel Arcanjo em 2002.

Em uma entrevista concedida a ZENIT, Marcello afirma que "graças a Deus, a cada ano ganhamos força, e nos congressos anuais já contamos com mais de 200 pessoas. Cerca de 1.200 estão permanentemente conectadas ao nosso site na web".

"O Padre Pio dizia que era preciso difundir cada vez mais a devoção aos anjos", lembra.

"Meu interesse pelos anjos nasceu por acaso, há cerca de 20 anos - explica. Estava em peregrinação em São João Rotondo, hospedado na casa das Irmãs Pias Operárias de São José."

"Lá conheci uma senhora que tinha um livro, Orações aos anjos da guarda. O título despertou meu interesse, e então pedi o livro emprestado."

"A leitura me chocou profundamente, porque o texto relacionava a figura dos anjos a planetas e astros (...); era magia, não espiritualidade, uma publicação teologicamente incorreta, elaborada para atrair as pessoas."

A partir de então, Marcello passou a se dedicar ao estudo dos anjos no âmbito da teologia católica. "Sou um angeólogo autodidata, não tenho a formação de um teólogo dogmático."

"Sou um simples padre da roça", afirma, com sincera modéstia.

Anos e anos de estudos o levaram a compreender que a angeologia, ao lado da demonologia, é um assunto sério, que ocupou a elite intelectual da Igreja durante séculos. "Muitos hoje se esquecem que a angeologia constitui um ramo da teologia vinculada à demonologia. Não se pode falar no diabo sem conhecer os anjos."

Marcello é um defensor apaixonado do Anjo da Guarda - ou melhor, dos Anjos da Guarda, visto que alguns teólogos sustentam que cada pessoa conta com mais de uma para protegê-la. "Manifestam-se na interioridade. Nem todos têm o carisma do Padre Pio, de Natuza, de Santa Faustina ou de Santa Maria Francisca, que os viam e falavam com eles."

Enquanto fala, Marcello oferece um cartão. "É preciso que chegue até Sua Santidade Bento XVI. É um apelo pela instauração de um ano em honra de São Miguel Arcanjo e de restabelecer, após a Missa, a invocação de Leão XIII ao Príncipe das Milícias Celestes, recomendada também pelo Servo de Deus João Paulo II." E finalmente, Marcello se despede confiando-nos à sua proteção.